ÔNIBUS EM RIBEIRÃO PRETO TERÁ APARELHO PARA DEFICIENTES VISUAIS

Ônibus em Ribeirão Preto

ônibus em Ribeirão Preto terão aparelho para facilitar o uso do transporte público por portadores de deficiência visual. É o DPS 2000, semelhante ao testado em Jaú,. Por ondas de rádio frequencia, o aparelho avisa o motorista da presença de um passageiro nestas condições no ponto e o passageiro da aproximação do veículo. A implantação do sistema foi aprovada na Câmara e fará parte da exigência do edital de licitação realizado pela cidade

Ônibus em Ribeirão Preto terão dispositivo para portadores de deficiência visual
Aparelho será obrigatório já para os veículos que começarem a circular após a licitação do sistema da cidade
ADAMO BAZANI – CBN
Acessibilidade do transporte coletivo para todos os tipos de públicos, assumindo o caráter democrático que deve ter um sistema de transportes.
Há cerca de 20 anos, falar sobre isso era uma bobagem. Todos balançavam a cabeça concordando mas sequer faziam noção do que isso poderia representar na prática.
Depois de muita luta, principalmente por parte da sociedade para garantir o direito aos transportes a todos, a acessibilidade começa a se tornar realidade. Mas ainda não está perto do ideal. Entretanto, muita coisa mudou, o que faz refletir quanta gente perdeu tempo e oportunidade de emprego, de acesso à educação, ao lazer e ao básico direito de ir e vir por falta de um veículo de transporte adaptado. E as adaptações não precisam ser muito profundas e mudarem a estrutura do ônibus ou vagão de trem. Basta criatividade, competência profissional ( o que nossos técnicos e engenheiros têm de sobra ) e um pouco de carinho ao semelhante que possui alguma dificuldade.
São várias vitórias conquistadas ao longo do tempo.
Por exemplo, todos os ônibus novos já saem de fábrica com acessibilidade para portadores de limitações locomotoras.
Ou os veículos possuem piso baixo, que permite que a cadeira de rodas entre no ônibus no mesmo nível da calçada ou plataforma, ou possuem elevadores.
Quanto aos deficientes visuais, ainda há muita coisa a avançar. É fato que os ônibus já saem de fábrica com espaço para cão guia e pega-mão (balaústres) com relevo para orientar quem não possui visão plena.
Mesmo assim, a queixa dos portadores de deficiência visual é que mesmo com estes avanços, os transportes públicos não permitem independência de locomoção.
No entanto, há um aparelho, já usado em alguns sistemas, que pode ampliar o uso dos transportes sem a necessidade do deficiente visual ter de sair na companhia de alguém ou ficar perguntado o nome da empresa e da linha do ônibus que está se aproximando.
É o DPS 2000, desenvolvido pela Universidade Federal de Minas Gerais.
Este aparelho agora será usado no sistema de ônibus de Ribeirão Preto, no Interior de São Paulo.
A Câmara Municipal de Ribeirão Preto aprovou projeto de lei pela vereadora Silvana Resende.
Os ônibus que terão os equipamentos são já os operados por quem vencer a licitação dos transportes que deve ser concluída ainda este mês, conforme promete a prefeitura.
O sistema é simples.

Os ônibus terão um aparelho receptor. O portador de necessidade especial terá um transmissor onde serão gravados os números das linhas que ele vai pegar.
Quando chegar ao ponto, o passageiro aciona o seu aparelho que emite ondas de baixa frequência ônibus. O motorista é avisado por um sinal luminoso que deve há um deficiente visual para pegar o ônibus.
Já o passageiro é avisado com um sinal sonoro que informa o número da linha quando o ônibus encosta no ponto.
O DPS 200 já foi testado e teve bons resultados em outras cidades do interior de São Paulo, como Jaú.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

1 comentário em ÔNIBUS EM RIBEIRÃO PRETO TERÁ APARELHO PARA DEFICIENTES VISUAIS

  1. Brilhante iniciativa. Coisas simples e que resolvem um problemão. Só falta avisar quendo esta chegando o ponto em que a pessoa quer descer. Este equipamento pode até ser incorporado na bengala.

    Achei bem legal.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: