ENTENDA O NOVO SISTEMA DE INTEGRAÇÃO DOS TRANSPORTES EM PORTO ALEGRE

ônibus Porto Alegre

O passageiro do sistema de ônibus de Porto Alegre vai poder pegar a segunda linha sem pagar mais uma tarifa. Para isso, ele deve estar dentro do prazo para a integração, que é de meia hora mais o tempo estimado de viagem entre o ponto que o passageiro desceu e o restante para o primeiro veículo terminar a linha. Esse tempo já está previamente calculado no sistema de ônibus. Assim, se a pessoa desceu no ponto final, terá a meia hora garantida para pegar o segundo ônibus. Se o passageiro, no entanto, descer em um determinado ponto e deste local até o final da linha o tempo de trajeto for de 15 minutos, o passageiro terá 45 minutos para pegar o segundo ônibus de graça que compreendem a meia hora mínima mais os 15 minutos entre o ponto de descia e o final que o primeiro ônibus levaria. Quem usa o Vale Transporte o Sistema de passagem antecipada vau ter, a partir de 1 de julho também 10% de desconto na soma das passagens de ônibus e de trem. A partir do dia 15 de julho, quem usa o passe escolar não vai precisar pagar tudo de uma vez. Haverá a possibilidade de fazer 4 compras fracionadas por mês respeitando os limites de 75 ou 150 viagens por mês.

Integração em transportes de Porto Alegre garante segunda viagem de graça
Sistema começa a operar no dia 1º de julho e haverá possibilidade também de integração com desconto entre trem e ônibus

ADAMO BAZANI – CBN

A partir do dia 1º de julho de 2011, o sistema de transportes de Porto Alegre, com os Cartões TRI e SIM, devem permitir mais integrações e até mesmo isenções tarifárias.
O objetivo é atrair mais usuários para o sistema e baratear as viagens.
Pela nova integração, o uso do segundo ônibus, por exemplo, pode sair de graça.
O cartão vai possibilitar que a segunda viagem seja de graça se o outro ônibus for pego dentro do tempo de integração. Esse tempo é de 30 minutos após o desembarque do primeiro ônibus mais o tempo de viagem que este primeiro veículo vai demorar para chegar ao ponto final. Este tempo já é previamente calculado e leva em consideração condições normais de trânsito e viagem.
Assim, o tempo mínimo para o passageiro fazer a integração e garantir a segunda viagem de graça em outra linha será de 30 minutos.
É o caso, por exemplo, de quem pega no ponto inicial, faz o percurso inteiro do ônibus, e desce no ponto final. Como não há mais percurso para o primeiro ônibus fazer, os 30 minutos de integração estão garantidos.
Mas no caso de o passageiro descer no meio do itinerário, ele terá estes 30 minutos mais o que restaria para o primeiro ônibus finalizar o percurso.
Por exemplo: a pessoa pega um ônibus e desce num determinado ponto. Se deste ponto que ela desceu até o final da linha, o ônibus demorar mais 15 minutos, a pessoa poderá pegar um segundo ônibus de graça num prazo de 45 minutos, ou seja, os 30 minutos mínimos de integração mais os 15 minutos correspondentes ao que falta para o primeiro ônibus chegar ao ponto final.
Segundo a Prefeitura de Porto Alegre, dois milhões de passageiros já utilizam o segundo ônibus com desconto de 50% na tarifa.
Pelos cálculos do órgão público, com base na origem e destino dos passageiros, cerca de 700 mil pessoas se enquadram no tempo de integração entre um ônibus e outro e poderão ser beneficiadas pela isenção do pagamento da segunda tarifa.
A gratuidade de integração no segundo ônibus vai ser estendida para quem já paga tarifa reduzida, como os 223 mil estudantes que usam o TRI Escolar.
Outras 515 mil pessoas usam o Vale Transporte e a tarifa antecipada.
Também haverá outras duas novidades no sistema de transportes de Porto Alegre.
Quem possui o TRI ou o SIM pode usar os trens da Trensurb (Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre) e os ônibus municipais usando o mesmo cartão.
Os usuários do Vale Transporte e do sistema de compra de passagem antecipada também vão contar com 10% de desconto quando utilizarem ônibus e trens.
Assim, hoje quem pega o ônibus, cuja tarifa é de R$ 2,70 e depois o trem, cuja passagem é de R$ 1,70, gasta R$ 4,40. A partir da sexta-feira dia 1º de julho, este passageiro vai economizar entre o trem e o ônibus R$ 044 com os 10% de desconto pelo uso dos dois sistemas de transportes com o cartão.
Aproximadamente, 525 mil pessoas fazem este tipo de viagem nestas condições por dia.
A segunda novidade é que o passageiro que usa o transporte escolar não vai precisar mais comprar todos os créditos de uma só vez. A compra pode ser dividida em 4 oportunidades por mês.
Assim, por exemplo, se o estudante previa usar um determinado número de viagens, mas depois perceber que vai fazer menos viagens, ele pode comprar menos créditos.
Ou se ele não tiver o dinheiro para comprar todas as passagens que vai precisar no mês, ele pode fazer a primeira compra e depois, quando tiver dinheiro pode adquirir o restante das passagens que precisa.
O limite de compra de créditos para a modalidade escolar é de 75 ou 150 viagens por mês, de acordo com a necessidade comprovada do estudante, professor ou outro profissional de educação.
A possibilidade de fracionamento da compra de passagens escolares será a partir de 15 julho.
Em 2012, a intenção da Trensurb e da ATP – Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre é integrar totalmente os trens e os ônibus.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

2 comentários em ENTENDA O NOVO SISTEMA DE INTEGRAÇÃO DOS TRANSPORTES EM PORTO ALEGRE

  1. salomao jacob golandski // 30 de junho de 2011 às 11:13 // Responder

    ola
    a passagem de onibus em porto alegre é 2,70 e não 2,20 como está escrito ,
    mais 1,70 do trem , resulta em 4,40
    salomão

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: