CONHEÇA A HISTÓRIA DOS TÃO IMPORTANTES TRIBUS DA ITAPEMIRIM

ônibus

Ônibus Tribus da Itapemirim em Rodoviária de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. Modelo marcou época e é tão durável que versões antigas ainda podem ser vistas nas ruas. A evolução dos Tribus revela o crescimento da industria de ônibus e a criatividade das garagens que criavam soluções próprias, que depois eram tomadas como base pelas fabricantes. Foto: Adamo Bazani.

Conheça a história dos ônibus Tribus da Itapemirim
Há décadas modelos marcam os transportes rodoviários no Brasil e atenderam uma necessidade de veículos maiores e mais estáveis ainda na época que ônibus de três eixos não eram comuns no Brasil

LEONARDO LUIGI MAFFEI

Aqui nesta matéria você irá conhecer mais sobre os Tribus da Viação Itapemirim, Nomenclaturas, modelos, chassis, motores e prefixos na qual pertencem. Assim quando você ver um Tribus na Rua, mesmo que seja vendido você irá saber que ele é de tal modelo!

PRIMEIROS TRIBUS

Inicialmente eram adaptações de chassis O355 e O362 e encarroçados em Ciferal Dinossauro, depois vieram os Nielson Diplomata que já saiam com o chassi construido dentro da matriz da empresa, possuíam motor OM355LA, Eram Registrados como ITAPEMIRIM/12045 e ITAPEMIRIM/SBVM.

Como é conhecido: TRIBUS
Modelo: CIFERAL DINOSSAURO
Modelo Chassi: MERCEDES-BENZ O355 e MERCEDES-BENZ O362
Prefixos: 100XX
Motor: Mercedes Benz OM355LA
Caracteristica mais marcante: Tem chassi Mercedes mas não possui costeleta (a divisão entre os pneus traseiros na carroceria, com as duas rodas traseiras num vazado único aparente).

Como é conhecido: TRIBUS
Modelo: NIELSON DIPLOMATA 2.60
Modelo Chassi: ITAPEMIRIM 12045 e ITAPEMIRIM SBVM
Prefixos: 101XX
Motor: Mercedes Benz OM355LA
Caracteristica mais marcante: Tem chassi Mercedes mas não possui costeleta.

TRIBUS 2

É o primeiro ônibus completo da Itapemirim Fábrica de ônibus (Atual Tecnobus), o primeiro modelo da fábrica veio com faróis na estrutura da carroceria passando para os Para-choques anos depois com uma reforma (para os antigos) ou saindo de fábrica (novos). O Tribus 2 possui algumas peças do Nielson Diplomata como Frisos das Rodas, saídas de ar no painel, bancos e banheiro. Também possui Painel e Lanternas do Monobloco O364 da Mercedes-Benz, tambem tem algumas partes do O370 como a mecânica dotada do motor OM355/6 A, Transmissão ZF S6 1550, o Tribus 2 recebeu tambem chassis da Scania modelo K112CL mas o mais impressionante descoberto há 2 anos por mim, Tribus 2 com a Plataforma O370 RSD. De 1994 a 1995 foram reformados alguns Tribus 2 e produzidos mais alguns modelos já com a frente modificada sendo este novo modelo chamado de Tribus 2M, este Modelo possui chassi Modelo 2-12910-212 e ainda o Chassi Scania K112CL.

Como é conhecido: TRIBUS / SUPERBUS 2
Modelo: ITAPEMIRIM II / SUPERBUS II
Modelo Chassi: ITAPEMIRIM/1-12868-AR 2 e 12045-2 (SBVM)
Prefixos: 12XXX(Exceto os Scanias K112CL Série 126XX, 124XX que são MB O370RSD),14XXX, 15XXX e 16XXX
Motor: Mercedes Benz OM355LA de 326cv (Oficialmente, no documento)
Caracteristica mais marcante: Tem mecânica Mercedes mas não possui costeleta.

Mistério: Existiu um Tribus 2 com motor Volvo Penta (Marítimo) mas que não vingou por muito tempo e assim foi desmontado.

Como é conhecido: TRIBUS 2
Modelo: ITAPEMIRIM II
Chassi: Mercedes-Benz O370RSD
Prefixos: 124XX
Motor: Mercedes Benz OM355LA de 326cv (Oficialmente, no documento)
Caracteristica mais marcante: Possui a Costeleta do Modelo O370RSD por ser uma plataforma original da MB

Como é conhecido: TRIBUS 2
Modelo: ITAPEMIRIM II
Chassi: Scania K112CL e K112 33S
Prefixos: 126XX
Motor: Scania DS 11 21 de 310cv (Oficialmente, no documento)
Caracteristica mais marcante: Seu Ronco, mais marcante por ser Scania.

Como é conhecido: TRIBUS 2M
Modelo: ITAPEMIRIM II M
Chassi: ITAPEMIRIM 1-12868-AR 2
Prefixos: 28XXX
Motor: Mercedes Benz OM355LA de 326cv (Oficialmente, no documento)
Caracteristicas: Tem mecânica Mercedes mas não possui costeleta, possui Traseira e frente diferentes dos Tribus 2

Como é conhecido: TRIBUS 2M
Modelo: ITAPEMIRIM II
Chassi: Scania K112CL
Prefixos: 29XXX
Motor: Scania DS 11 21 de 310cv (Oficialmente, no documento)
Caracteristica mais marcante: Seu Ronco, mais marcante por ser Scania.

TRIBUS 3

Este Modelo dá continuidade ao Modelo Tribus, este foi sem dúvida um dos mais produzidos da marca, Os modelos com chassi próprio apresentavam novo projeto o Modelo 2-12910-212 Para os Tribus e 2-1250 AR 2 para Superbus, ambos quando lançados foram aplicados o Motor OM 355 A e LA do O371 e Transmissão ZF S61550, do meio para o fim de sua produção foi aplicado o Motor OM447 LA do Mercedes O400, de chassis de marca grande foram aplicados a Plataforma O371RSD e o Chassi Scania K112CL alem de uma unidade do chassi Mercedes-Benz OH1635L, Algumas unidades Superbus foram produzidas para a São Geraldo, estas possuiam o Chassi K113CL. Em 1997 duas unidades foram “mulas” para o teste da carroceria Tribus 4 para que se Produzisse no ano seguinte o novo modelo e em 2003 foi reformado um modelo para se comemorar 50 anos da Itapemirim e 80 anos do fundador Camilo Cola, o “Colabuss” (é assim mesmo que se escreve) é uma Junção de peças da Marcopolo e da Busscar que resultou em um modelo único e um dos mais cobiçados ônibus para se fotografar.

Como é conhecido: TRIBUS 3
Modelo: ITAPEMIRIM III
Chassi: ITAPEMIRIM 2-12910-212
Prefixos: 20XXX (exceto 206XX e 207XX que são O371RSD verdadeiros), 24XXX, 25XXX e 30XXX
Motor: Mercedes Benz OM355LA de 326cv (Oficialmente, no documento)
e OM447LA de 354cv (Oficialmente, no documento)
Caracteristica mais marcante: Tem mecânica Mercedes mas não possui costeleta.

Como é conhecido: TRIBUS 3
Modelo: ITAPEMIRIM III
Chassi: Mercedes-Benz O371RSD
Prefixos: 206XX e 207XX
Motor: Mercedes Benz OM355LA de 326cv (Oficialmente, no documento)
Caracteristica mais marcante: Tem mecânica Mercedes mas não possui costeleta

Como é conhecido: TRIBUS 3
Modelo: ITAPEMIRIM III
Chassi: Mercedes-Benz OH1635L adaptado para 6X2
Prefixos: 31001
Motor: Mercedes Benz OM447LA de 354cv (Oficialmente, no documento)
Caracteristica mais marcante: Chassi de teste.

Como é conhecido: SUPERBUS 3
Modelo: SUPERBUS III
Chassi: Scania K112CL e ITAPEMIRIM 2-1250 AR 2
Motor: Mercedes Benz OM355LA de 326cv (Série 25XXX)
Prefixos: 25XXX, 23XXX(PENHA)
Caracteristica mais marcante: Seu Ronco, mais marcante por ser Scania.

Como é conhecido: TRIBUS 3
Modelo: ITAPEMIRIM III
Chassi: Scania K112CL de 310cv (Oficialmente, no documento)
Prefixos: 21XXX, 22XXX(PENHA)
Caracteristica mais marcante: Seu Ronco, mais marcante por ser Scania.

TRIBUS 4

Este Modelo simplesmente é um “cruzamento” entre um Tribus 3 e um Monobloco O400, e nele foi lançado mais um modelo de chassi o T13 para o Superbus e o T23 para os Tribus, Primeiramente foram equipados motores OM355LA e depois o OM447LA e Transmissão ZF S6 1550, de chassi de terceiros receberam a Plataforma O400RSD que era nomeado na carroceria de M33 e Scania K113CL que recebeu a nomenclatura S24. Algumas unidades Tribus 4 T23 receberam mecânica Scania do modelo 112 e tambem foi neste modelo que foi lançado o serviço Golden Service, este possui o melhor conforto desta categoria de serviço, em 2007 foram repintadas várias unidades para o serviço BomBon este feito para competir com ônibus clandestinos, uma estratégia bem bolada da empresa. Ao término do icentivo fiscal do governo capixaba a Tecnobus Paralisou suas operações como fabricante e nisso sobraram alguns chassis T23 a serem encarroçados e a Itapemirim os enviou a Joiville para serem encarroçados em Vissta Buss, estes Possuem Mecânica OM355LA e Motor cummins em uma unidade, este ultimo é o misterioso 45151.

Como é conhecido: TRIBUS 4 T23
Modelo: TRIBUS 4
Chassi: TRIBUS 4 T23
Prefixos: 41XXX e uns “perdidos” na série 42XXX
Motor: Mercedes Benz OM355LA, Mercedes Benz OM447LA e Scania DS 11 21(43001)
Observação: Há Vissta Buss com esse Chassi no Serviço Golden série 451XX na qual estes possuem motor OM355LA.
Caracteristica mais marcante: Possui a Costeleta de Mercedes por ser uma carroceria padrão O400RSD.

Mistério: Existe um Vissta Buss 1999 encarroçado em chassis Tecnobus que possui Motor Cummins e não possui costeleta como os modelos com chassi Tribus 4 T23 e O400RSD.

Como é conhecido: TRIBUS 4 M33
Modelo: TRIBUS 4 M33
Chassi: O400RSD
Prefixos: 42XXX e 45XXX
Motor: Mercedes Benz OM447LA
Caracteristica mais marcante: Possui a Costeleta do Modelo O400RSD por ser uma plataforma original da MB

Como é conhecido: TRIBUS 4
Modelo: TRIBUS 4 S24
Chassi: Scania K113 CLB 33AA
Prefixos: 42041 e 42043
Motor: DC 11 23
Caracteristica mais marcante: Possui a Costeleta de Mercedes por ser uma carroceria padrão O400RSD.

Como é conhecido: SUPERBUS 4
Modelo: SUPERBUS 4 T13
Chassi: SUPERBUS 4 T13
Prefixos: 408XX e veículos na Viação Planeta
Motor: Mercedes Benz OM355LA, OM449LA (Desconhece-se a existência) e Scania DS11 21(Planeta).
Caracteristica mais marcante: é Mais Baixo que o Tribus 4, este parece-se com o Modelo O400R.

TRIBUS e SUPERBUS 2005

Este Modelo São apenas Chassis Fabricados em 2005 para serem encarroçados em Busscar Vissta Buss Hi e Paradiso G61200, Possuem Mecânica O400 (Motor OM447LA e Transmissão ZF S61550) e um grande mistério pois alguns colecionadores dizem que estes são Plataformas O400 que tiveram seus numeros de chassi renumerados, alguns acham que são zero mesmo, o que realmente interessa é que estes possuem mecânica remanufaturada. Esta realmente é uma edição misteriosa da Fábrica Capixaba, um pequeno sinal de vida da marca.

Como é conhecido: Tecnobus 2005
Modelo: Carrocerias Busscar e Marcopolo
Chassi: Tecnobus (Desconhece-se o modelo)
Prefixos: 5817, 82XX,90XX, 97XX, 45501, 458XX
Motor: Mercedes Benz OM447LA, de 360cv
Observação: É erroneamente chamado de Reencarroçado. Consta em documento seu ano de fabricação que é 2005.
Caracteristica mais marcante: Possui a Costeleta de Mercedes por ser um chassi padrão O400RSD.

Nomes que constam no documento dos veículos:

Nos ônibus da tecnobus os veículos são Registrados com diversos nomes no campo “Marca” da CRLV (Documento do Veículo) , veja abaixo:

ITAPEMIRIM/12045-2: Nome do modelo de chassi de um Superbus 2

ITAPEMIRIM/SBVM: Nome mais utilizado em Superbus e alguns Tribus da empresa, não se sabe ao certo o que significa o SBVM mas deve ser a algo a ver com Superbus

ITAPEMIRIM/1-12868-AR 2: Nome do modelo de chassi do Tribus e Superbus 2.

ITAPEMIRIM/2-12910-212: Nome do modelo de chassi do Tribus 3

ITAPEMIRIM/2-1250 AR 2: Nome do modelo de chassi do Superbus 3

SCANIA/TECNOBUS S.24: Marca do Chassi e Modelo de carroceria no caso um Tribus 4 da série 4204X

M.BENZ/TECNOBUS M-33: Marca do Chassi e Modelo de carroceria no caso um Tribus 4 com Plataforma O400RSD

TECNOBUS/TRIBUS 4 T.23: Marca do Chassi e Modelo de carroceria no caso um Tribus 4 com chassi Tecnobus

TECNOBUS/SUPERBUS 4 T.13: Marca do Chassi e Modelo de carroceria no caso um Superbus 4 com chassi Tecnobus

Agora você conhece um pouco mais sobre os modelos da Tecnobus, Passe adiante este conhecimento!

Leonardo Luigi Maffei, Colecionador, fã da Viação Itapemirim e conhecedor das tecnologias utilizadas na Tecnobus e na Viação Itapemirm, todo conhecimento que ele busca sobre a empresa ele guarda e passa adiante assim como está sendo feito nesse documento. Para entrar em contato com ele mande um e-mail para:

climm_maffei@hotmail.com

8 comentários em CONHEÇA A HISTÓRIA DOS TÃO IMPORTANTES TRIBUS DA ITAPEMIRIM

  1. Maffei em primeiro lugar que ro parabeniza-lo pela excelente mat´ria sobre os Tribus da Itapemirim que conheci e viajei na linha São Paulo/Rio nos anos 80, eram os Nielson Diplomatas, de fato os ônibus eram bem diferentes dos demais na época, o ronco do motor era sensacional de se ouvir, nem paracia o O-355 de tão silencioso que era, tempos depóis vim ouvir o mesmo ronco no O-370 e O-371 RSD da MBB, em outras palavras a Itapemirim antecipou o motor desses modelos, na época havia também uma questão na qual a Itapemirim estaria privelegiando ônibus não só para transporte dos passageiros, mas também transporte de encomendas, dai o porque dos carros serem altos e term bagageiro enorme. Há uma história na qual dizem que quando a MBB parou de produzir ônibus no Brasil toda sua linha d montagem e ferramental foram vendidos para a Itapemirim fabricar seus Tribus, você confirmaria isto? Outra questã é o fato de os primeiros Tribus terem problemas na suspensão traseira, o que tripidava muito e os passageiros reclamaram obrigando a empresa revisar e melhorar a suspensão dos Tribus? Enfim desde já agradeço a atenção e mais uma vez parabenizo pela matéria, mas confesso que se possível fotos para ilustrar os modelos retratados, forte abraço.

    • Amigos, bom dia.

      Ainda vou ler com calma, mas desde já concordo com
      o Sr. Roberto, umas fotos ilustrativas é uma ótima pedida.

      Grato

      Paulo Gil

  2. Excelente matéria sobra a historia dos onibus da Itapemirim … salvei para ler e desfrutar com calma .

  3. Leonardo Luigi Maffei // 25 de maio de 2011 às 00:40 // Responder

    Agradeço aos que gostaram da minha matéria, fiz muita pesquisa, tive a cara de p-au mesmo de perguntar de pedir para ver documentos para coletar os detalhes desta matéria. fico mt feliz

  4. Leonardo, muito boa a matéria!!
    Como você, sou fã tbm da Itapemirim!
    Adoro todos os chassis dela e carroçerias, como a Tecnobus!
    Abraços!

  5. ee relmente interessante p alguns q dizem q os visstabuss e marcopolo G6 sao tecnobus a materia fala q sao 0400 os chasis so de nomes diferentes excelente materia

  6. AMO DE PAIXAO A MIRIM SOU APAIXONA PELOS TRIBUS VIAJO NESTA EMPRESA A 21 ANOS DE SAO PAULO A SENHOR DO BONFIM NA BAHIA

  7. Amigos, boa tarde!!!
    Só gostaria de fazer uma correção sobre os toaletes e poltronas dos modelos tribus 2….
    Sanitários dos modelos tribus 2 tinham modelo próprio assim como todos os modelos tribus Itapemirim, portanto não havendo semelhança entre modelos da nielson assim como as poltronas entre outros!!!
    Os modelos dos sanitários de tribus 2 e 3 eram os modelos utilizados nos modelos de ônibus da cobrasma na qual a própria ITAPEMIRIM realizou testes com modelos rodoviários da cobrasma logo quando a mesma lançou sua primeira linha de modelos rodoviários!!!
    Sem mais , abraços a todos!!!

1 Trackback / Pingback

  1. Quando as “naves” da Itapemirim eram estrelas de TV | BLOG PONTO DE ÔNIBUS

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: