O MAIOR ÔNIBUS DO MUNDO É APRESENTADO EM CURITIBA

BRT Curitiba
Neobus BRT, ônibus biarticulado, o maior do mundo. Carroceria tem 28 metros de comprimento. Foto: Adamo Bazani

Maior ônibus do mundo é apresentado em Curitiba
Veículo possui 28 metros de comprimento além de ter maiores altura e largura internas e equipamentos modernos na carroceria e chassi. Evento de apresentação do veículo foi um dos marcos das comemorações de 318 anos da cidade

ADAMO BAZANI – CBN

ESPECIAL, DE CURITIBA

Marcos Isfer - Urbs
Marcos Isfer, presidente da Urbs, gestora dos transportes da Rede Integrada da região metropolitana: “Mais uma vez, Curitiba inova quando o assunto é mobilidade urbana” Foto: Adamo Bazani

“Em relação a transportes coletivos, mais uma vez a cidade de Curitiba se mostra vanguardista, provando que só não foi no passado, mas continua sendo modelo mundial em mobilidade urbana” – foi com essas palavras e sem conseguir esconder o entusiasmo que Marcos Isfer, o presidente da Urbs, Urbanização de Curitiba, órgão que, entre outras funções é incumbido de gerenciar os transportes públicos da Região Metropolitana, definiu a entrega do maior e mais moderno ônibus do mundo urbano, com 28 metros de comprimento.
Trata-se do novo Neobus denominado BRT, com chassi da Volvo.
Marcos Isfer salientou que não são apenas as dimensões gerais externas que chamam a atenção.
“Por ser maior, o ônibus oferece mais conforto e espaço para o passageiro ser transportado de forma mais confortável e segura. Por exemplo, a altura interna é de 2,10 metros e a largura também é maior” – enfatizou Marcos à nossa reportagem.
A apresentação do ônibus foi um dos eventos de comemoração pelos 318 anos da cidade de Curitiba e ocorreu no Parque Barigui, em Curitiba.

Luciano Ducci e Beto Richa juntos
Veneza Expresso, dos anos de 1970, o primeiro ônibus brasileiro desenvolvido para um sistema moderno de corredores e pagamento rápido de passagem. Modelo pode ser considerado o “pai dos BRTS” - Foto: Adamo Bazani

O prefeito Luciano Ducci e o governador do Paraná Beto Richa estiveram na apresentação do ônibus, na tarde deste domingo.
Para Beto Richa o Neobus BRT significa avanço para a cidade.
“É mais um avanço no sentindo de consolidar Curitiba como exemplo ao Brasil e ao Mundo. O objetivo é garantir serviços públicos com mais qualidade e deslocamentos com mais conforto e segurança. Com o maior ônibus do mundo, os curitibanos estão de Parabéns” – disse o governador.
Além do maior conforto e de oferecer mais equipamentos que permitem um gerenciamento completo das funções da carroceria e do motor, o maior ônibus do mundo é ecológico, podendo ser abastecido com 100% de biocombusível, o que pode garantir redução de até 50% no total de poluentes.
O veículo exposto no Parque Barigui pertence a empresa Cidade Sorriso, mas no mesmo parque, na próxima terça-feira, serão mostrados quase 100 ônibus novos que os municípios que formam a RIT – Rede Integrada de Transportes – devem receber, entre “ligeirnhos”, os ônibus prata cuja caraterística principal são trajetos com poucas paradas, convencionais e articulados.
Passado e futuro estiveram lado a lado no evento. Isso porque, além da exposição dos ônibus modernos que ainda vão circular, foi mostrado à população, principalmente a mais jovem, um Veneza Expresso, restaurado, que marcou Curitiba como um dos referenciais mundias de transportes, com corredores exclusivos, sistemas de pré embarque e veículos modernos.

Veneza Expresso
Veneza Expresso, dos anos de 1970, o primeiro ônibus brasileiro desenvolvido para um sistema moderno de corredores e pagamento rápido de passagem. Modelo pode ser considerado o “pai dos BRTS” - Foto: Adamo Bazani

Curitiba, com o então prefeito Jaime Lerner, optou pelo sistema de ônibus mais moderno, frente ás limitações financeiras e de intervenção de obras para as obras ferroviárias.
A cidade não se arrependeu da escolha, embora que, mesmo sendo referência mundial em transportes, Curitiba tem necessitado de melhorias no sistema, principalmente no tocante à lotação.
E veículos modernos e maiores como estes devem contribuir para o problema ser amenizado.
Mesmo antes de em 1974 ser o berço do primeiro BRT do mundo, Bus Rapid Transit, solução adotada com sucesso por cidades de grande demanda e com tempo e recursos limitados, Curitiba teve desde o início de sua história vocação para transportar.
Seu povo nativo era, em sua maioria da tribo Tingui, pertencente aos Tupis Guaranis.
Logo após a colonização portuguesa, pelo Paranaguá, via Estrada do Cubatão, tornou-se destino ou rota dos bandeirantes em busca do ouro. A primeira expedição é atribuída a Eleodoro Ébano Pereira.
Depois vieram outros desbravadores como Balthazar Carrasco dos Reis e Mateus Martins Leme. Em 1668, ao erguer o pelourino da Capela da Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, Gabriel Lara é apontado como um dos responsáveis pela organização urbana e de adensamentos populacionais, para a realidade da época, que viria a começar a desenhar o que mais tarde seria Curitiba.
Em 29 de março de 1693, este povoado, Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, que depois se tornaria Curitiba foi elevado à situação de vila.
Mais tarde, já no Governo Imperial, em 19 de dezembro de 1812, por Alvará Imperial, Curitiba passou a ser sede de comarca, sendo elevada- a cidade.
O Governo Imperial, a partir do movimento imigratório promovido em 1829, incentivou a vinda de pessoas de várias nacionalidades, em especial de poloneses, alemãs e italianos.
Todas essas pessoas, mais as que já habitavam o Paraná, auxiliaram na formação das caraterísticas econômicas, culturais e sociais do Estado.

Neobus BRT Ligeirinho
Além do modelo biarticulado, a série Neobus BRT comtempla veículos de um carro só ou com uma articulado. Veículo da foto fará os serviços de “ligeirinho” cujas características principais são poucas paradas e menor tempo de viagem. Foto: Adamo Bazani

Na área de transportes urbanos, Curitiba além de ter o primeiro BRT do Mundo, é responsável também por consolidar o primeiro ônibus biarticulado, com duas “sanfonas”, em outubro de 1991, desenvolvido pela Volvo do Brasil. O veículo tinha 25 metros de comprimento, 3 metros a menos que o apresentado neste domingo, e capacidade para 270 pessoas.
O Neobus Mega BRT é um ônibus com design futurista para os atuais padrões de carroceria e é considerado um dos modelos ideais para os corredores modernos, inclusive aqueles preparados para a Copa do Mundo de 2014.
O valor é superior aos de ônibus articulados já conhecidos no mercado, mas o veículo é alternativa para projetos mais caros, como VLT – Veículos Leves Sobre Trilhos e Monotrilhos – pois são de implementação mais vantajosa, prática e barata, segundo especialistas, sem perder qualidade e capacidade de atendimento de demanda em relação a estes outros modais.
Adamo Bazani, jornalista da rádio CBN, especializado em transportes.