NA REDE E NOS TRILHOS: PONTO DE ÔNIBUS SE INTEGRA A PARTIR DE HOJE COM OUTROS MODAIS PARA LEVAR MAIS CONHECIMENTO SOBRE TRANSPORTES A VOCÊ

Marcos Galesi e Renato Lobo

Marcos Galesi e Renato Lobo ajudam o Ponto de Ônibus a se "integrar com outros modais" e vão dividir conosco seu conehcimento sobre trólebus. Foto Adamo Bazani

NA REDE E NOS TRILHOS: A partir desta terça-feira o Blog Ponto de Ônibus começa a fazer uma integração com outros modais. E não é esse o futuro dos transportes nas cidades que realmente querem crescer e pensam na mobilidade como prioridade? É infantilidade de uns e interesses econômicos de outros achar que trem, ônibus e metrô, e as novidades dos monotrilhos ou VLTs (Veículos Leves Sobre Trilhos) são rivais e que um deve disputar com o outro. Na verdade, uma cidade que pensa em mobilidade de pessoas e não de veículos deve usar todos os meios disponíveis, cada um atendendo uma necessidade especifica regional e se complementando.
E é o que vamos fazer aqui no nosso Blog Ponto de Ônibus. Aos busólogos que nos acompanham, as nossas paixões sobre pneus serão ainda o foco das matérias. Mas o assunto aqui é transporte E precisamos expandir nossos horizontes e conhecimentos.
Por isso que uma equipe de estudiosos em outros modais vai colaborar conosco em colunas fixas com histórias, experiências, bate papo, discussão de idéias e vão nos mostrar a importância dos outros modais assim como nos trazer informações sobre eles.
Às terças-feiras, Marcos Galesi, do Movimento Respira São Paulo, e Renato Lobo, do Via Trólebus, vão discutir na Coluna Na Rede, a importância do trólebus, sua história e mostrar que este veículo, que tem uma má imagem em São Paulo por falta de estrutura e política pública, na verdade é um veículo do futuro e muitas cidades que pensam em seus habitantes de verdade têm o trólebus em seus planos.
Às quintas-feiras, Ayrton Camargo e Silva, vai colocar este Blog NOS TRILHOS, e dividir sues conhecimentos sobre transportes ferroviários. As cidades que são hoje consideradas desenvolvidas cresceram junto com as ferrovias. O modal ferroviário é limpo, barato, rápido e eficiente. No Brasil até os anos de 1950, a malha era considerada boa, mas os investimentos pararam, e as cidades continuaram crescendo. O que fazer? Temos espaço urbano e tempo para continuarmos a investir em ferrovias ?
Hoje você fica com um texto de Marcos Galesi sobre o futuro dos transportes na cidade de São Paulo.
ESPERAMOS QUE TODOS VOCÊS GOSTEM DE NOSSAS INTEGRAÇÕES COM OS OUTROS MODAIS DE TRANSPORTES, RECEBAM BEM NOSSOS NOVOS COLABORADORES E COMENTEM PRESTGIANDO O TRABALHO DESSES ESTUDIOSOS QUE COMPRATILHAM TEMPO E CONHECIMENTO CONOSCO!

O transporte na cidade de São Paulo: Presente e Futuro.
A cidade de São Paulo nos últimos anos tem obtido um crescimento desordenado sem uma política integrada em transportes.
Quando pensamos em “Transportes Públicos” logo imaginamos uma avenida com dezenas ou centenas de ônibus ao longo dela. Também imaginamos uma linha de metrô como a salvação da lavoura para fugirmos do congestionamento, mas enfrentamos em algumas linhas a superlotação.
Os governos e os prefeitos têm apoiado ao longo dos anos o transporte individual em detrimento ao coletivo e sempre o transporte coletivo tem sido relegado ao segundo e conforme o caso, ao terceiro plano.
Vamos observar alguns exemplos.
O metrô tem construído praticamente nos últimos anos 3 km de metrô ao ano, sendo que o ideal seria 6 km ao ano. Em 2 anos a China entregou uma linha inteira de metrô, mas vejamos o exemplo da linha 4 Luz-V.Sônia, foi prometido a entrega da linha a primeira fase para 2006- (primeira fase: LUZ, REPÚBLICA,PAULISTA, FARIA LIMA, PINHEIROS E BUTANTÃ), estamos em 2011 e apenas 2 estações foram entregues à população e conforme previsão do Governo do Estado de São Paulo até Abril serão entregues mais duas estações (PINHEIROS E BUTANTÃ), somando se à duas que já funcionam que praticamente são Paulista e Faria Lima mas digamos que é uma meia inauguração pois o horário de funcionamento são das 8:00 hs até as 15:00 e depois de várias reivindicações parece que em abril será das 4:40 hs até as 21:00 hs.
Quando inaugurarem as duas (PINHEIROS E BUTANTÃ) a demanda será um pouco maior e poderá sobrecarregar um pouco em alguns horários a linha verde atual linha 2- VILA PRUDENTE – V.MADALENA, pois seria necessária também a inauguração das estações Luz e República para melhor distribuição de passageiros, algo que não ocorrerá tão cedo, pelo menos no primeiro semestre de 2011.
Vejamos outros bons exemplos: Em 2006, o prefeito Gilberto Kassab prometeu um corredor de ônibus para a Av.Celso Garcia, mas praticamente ele frustrou toda uma população que depende deste eixo para chegarem com um mínimo de dignidade em suas casas, e por fim, foi prometido “METRÔ”, algo que não está nem nos planos de curto prazo do METRÔ, pelo menos não consta no plano PITU 2015/2025.
Há promessas de novas linhas como a linha 15 Branca que ligará V. PRUDENTE ao TIQUATIRA, também a chegada da linha 6 laranja que foi projetada para sair da estação SÃO JOAQUIM até BRASILÂNDIA, mas projetaram para o lado leste para ter o enlace na estação “futura” ANALIA FRANCO (Linha 15 Branca) e há comentários de estender até a Cidade Lider. Há também a promessa de ter uma linha da CPTM de BRÁS PASSANDO POR ENG.GOULART até a CIDADE DE GUARULHOS, “MARAVILHA” diria eu e metade da zona Leste, desde que saia do papel estes planos que são mais do que bem-vindos. O que sinceramente espero, é que quando houver licitação para estas linhas, que a imprensa não venha com “DENUNCIA”sensacionalista, que o Ministério Público seja eficiente e se houver julgamento de processos, o judiciário seja eficiente pois a população não agüenta mais esperar por 30 anos para a conclusão de uma linha de metrô ou um simples corredor de ônibus, que os governantes sejam mais sinceros com os seus planos, que prometam e cumpram.A vontade política de um governante pode amenizar um pouco os problemas de transporte.É necessário que o poder público de forma urgente criar nos bairros, centros administrativos, call centers e pólos geradores de empregos, porque a população trabalhando perto de seus lares, ajuda a aliviar o trânsito(menos carros nas ruas e avenidas) e o transporte público (na qual as pessoas não precisam se deslocar para o Centro) e também ajuda a contribuir com melhor qualidade de vida à população (pois estarão mais bem dispostos).
Pois é, temos mais este grande detalhe, 2014 teremos Copa do Mundo, estou preocupado com a infra-estrutura de transporte que está longe do ideal e se “PLANOS” não se tornar em AÇÕES, correremos o risco de passarmos “uma grande vergonha” a nível “INTERNACIONAL”.
Em 1950 tivemos o vexame de não ganharmos a COPA DO MUNDO em casa, agora 2014 teremos o grande vexame por conta da nossa infra-estrutura. E a capital do trabalho, a locomotiva do Brasil, poderá descarrilar e ficar fora de sediar ao menos a abertura da Copa do Mundo.
Marcos Galesi, especialista em trólebus, e vice – presidente do Movimento Respira São Paulo.

6 comentários em NA REDE E NOS TRILHOS: PONTO DE ÔNIBUS SE INTEGRA A PARTIR DE HOJE COM OUTROS MODAIS PARA LEVAR MAIS CONHECIMENTO SOBRE TRANSPORTES A VOCÊ

  1. Prezados Adamo e Galesi, boa tarde !

    Parabéns a vocês pela iniciativa, pelas considerações. As cidades, PRECISAM, integrar, implementar os diversos modais de transporte de passageiros, não por capricho, não por gostar, mas simplesmente, por ser necessário.

    Abraço.

  2. Excelente idéia Adamo e companheiros. No meu blog também procuro discorrer sobre Transportes Coletivos de maneira geral. Certamente estaremos acompanhando as reportagens e despejando opiniões. Voces são minha eterna referência. Posso continuar abusando???

    Abraços

  3. Amigo Adamo

    Mais uma vez, parabéns pela abertura deste novo espaço dentro do blog.
    O transporte que São Paulo merece, é bem melhor se integrando se à rede independente do modal. Dia após dia, a nossa cidade cresce em grande velocidade.
    Aos amigos que apoiam este blog, parabéns, pois o transporte não se resume apenas ao ônibus, ou aos trilhos, pois cada modal tem suas histórias e inovações.
    Peço a todos que possam expor suas observações para que possamos fazer o melhor blog sempre com independência editorial e sem rabo preso com ninguém e esta é a proposta do nosso blog, ser um referêncial de informações e noticias.

    Um grande abraço a todos
    Marcos Galesi

  4. Caro Adamo
    Parabéns pela iniciativa e a postura com os vários modais! Tomara que Alckmin fique sabendo desta posição do blog e possa se sensibilizar. Li texto recente da ótima Raquel Rolnik, que também compartilha esta boa posição do blog.

  5. Desenvolvimento com políticas ambientais sustentáveis, não são coisas antagônicas. Qualquer pessoa com um mínimo de noções culturais sabe que investimentos em transporte, saneamento básico, urbanismo e infra-estrutura só trazem o progresso por onde passam. Os fatos refletem isto, o atual rodoanel sul não permite ligações periféricas secundárias em seu contorno, e que atravessa inúmeros mananciais, e o futuro norte estão levando em conta estas importantíssimas questões. Com todo respeito, acreditar que o único caminho viável é deixarmos do jeito que está, é no mínimo falta de informação.
    Dentre as obras do PAC, uma que deveria estar incluída e ser priorizada é ligação rodo ferroviária Parelheiros–Itanhaém, uma vez que o porto de Santos ultrapassou seu limite de saturação com filas de navios em de mais de 60 unidades, das quais podem ser avistados da Vila Caiçara em Praia Grande, além de que a Via Anchieta por ser a única via de descida permitida para ônibus e caminhões tem registrados congestionamentos e acidentes graves semanalmente, como este de hoje 22/02/2013 em que uma trompa d’agua na baixada paulista deixou o sistema Anchieta / Imigrantes em colapso, e o transito só foi restabelecido na madrugada do dia 24 seguinte, e em épocas de escoamento de safras também a Dom Domenico Rangoni (Piaçaguera–Guarujá) se torna congestionada diariamente, ao contrário da Manoel da Nóbrega, onde somente se fica com problemas em épocas pontuais na passagem de ano, ao porto de Santos, e os futuros portos de Itanhaém / Peruíbe.
    Acredito também, como munícipe, que a estrada mitigaria as condições de estagnação que as cidades vivem, com ruas sem pavimentação, ocupação desordenada do solo, entre outras. Uma ligação da cidade com a região sul da capital traria muitos benefícios, fornecendo mais opções, melhorar a qualidade de vida dos moradores da capital e baixada. Muitas pessoas voltariam a fixar na cidade, inclusive eu. A cidade poderia nos dar mais retorno frente aos impostos que pagamos. Investimentos em Parques Temáticos, Porto, Aeroporto, Ferrovia ligando com a existente, enfim muitos projetos que alavancariam a região como um todo, bem como o desenvolvimento global de toda a região.
    Enquanto outras cidades turísticas litorâneas avançam principalmente no norte fluminense, Itanhaem, Mongaguá e Peruíbe se voltam ás primitivas cidades sazonais caiçaras sem interesse em desenvolvimento e com metas e avanços financeiros presentes apenas nas mãos de alguns.
    Já passou á hora de ver nossa geração e de nossos filhos se enraizarem na região com bons empregos e educação ao invés de tentar uma melhor condição social em São Paulo, pois Santos também já ultrapassou o limite de saturação.
    Com relação Parelheiros, esta região rural situada ao sul do município de São Paulo, a região que possui uma carência de saneamento básico, ajudaria enormemente uma fiscalização, urbanização e preservação dos seus mananciais.
    Sinto que o potencial destas cidades não são utilizados, com foco noutros que beneficiam uma minoria retrógrada. Não vejo senão, o apoio irresponsável e egoísta aos interesses escusos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: