UNIDADE MARCOPOLO ANA RECH: 30 ANOS E 160 MIL ÔNIBUS

Com 160 mil ônibus, unidade da Marcopolo comemora 30 anos e pretende ampliar negócios
Unidade Ana Rech representa não só o crescimento da marca, mas o desenvolvimento da indústria de ônibus no Brasil
ADAMO BAZANI / CBN

Os anos de 1980 foram bem controversos para a indústria de ônibus. Ao mesmo tempo que a inflação astronômica prejudicava os negócios, fazendo cm que as empresas perdessem as capacidade de planejamento e consequentemente de investimento, as frotas estavam desgastadas demais e renovações precisavam ser feitas.
Nesse cenário, algumas encarroçadoras sentiam os efeitos da crise inflacionaria, havendo até processos de falência. Outras, no entanto, prosperavam e apenas uma unidade de produção não era suficiente.
Foi o caso da Marcopolo. Ainda como Nicola, após adquirir a Nimbus e a Eliziário, era a vez da empresa, que se tornaria uma das principais multinacionais brasileiras, ampliar suas plantas.
Em 20 de fevereiro de 1981, a Marcopolo inaugurava sua planta Ana Rech, no Rio Grande do Sul, com a presença de João Baptista Figueiredo, presidente militar.
A construção da fábrica começou três anos antes, por volta de 1978, e na época, segundo a Marcopolo, foram usados os mais modernos sistemas de construção para otimizar os processos de produção e aproveitamento de espaço.
Os objetivos para alcançar o maior grau de produtividade possível aparentemente foram alcançados. Em 1991, dez anos depois a inauguração oficial, a unidade Ana Rech produzia o ônibus de número 60 mil. Foi um Paradiso, da Geração 4.
Vinte anos depois da inauguração, em 2001, a unidade Ana Rech era considerada “fábrica modelo” e foi instalado um sistema de energia a gás natural, de geração autossustentável, para economia de energia elétrica o que rendeu reconhecimentos na área ambiental para a Marcopolo.
Atualmente, quando completa 30 anos de atuação, a unidade Ana Rech é considerada uma das mais modernas fabricantes de ônibus do mundo. Possui centros de desenvolvimento de produtos, de capacitação profissional e desenvolve um trabalho social com a Escola de Formação Profissional Marcopolo, voltada para crianças e jovens das comunidades locais.
A estrutura da fábrica conta com lanchonetes, bancos, farmácias, bibliotecas, lojas entre outros serviços.
Em 2004, foi inaugurada uma nova linha de montagem e em 2006, implantou o Sistema de Qualidade Produzida.
Um dos diferenciais atuais da unidade Ana Rech é o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento e Pesquisa da Marcopolo, que conta com mais de 300 técnicos e engenheiros.
A capacidade de produção é de 50 ônibus por dia. A área total é de 471 mil metros quadrados com 88 mil metros quadrados de área construída, onde trabalham 6726 pessoas.
A produção de componentes automotivos, como poltronas, painéis de acabamento, laterais, revestimentos e equipamentos do gênero.
A Marcopolo garante que nos últimos três anos foram investidos 50 milhões de reais de reais.
Um dos objetivos é ampliar a capacidade produtiva, o que indica os planos de crescimento da empresa, que lidera o mercado de rodoviários e, com o Torino e projetos de BTR, ônibus de trânsito rápido, se aproximar da Caio na liderança de urbanos.
Além da Ana Rech, a Marcopolo tem a unidade Planalto, de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, e a da Ciferal, no Rio de Jane.iro, onde são produzidas carrocerias para ônibus urbanos, inclusive o Torino.
Até o momento, em seus 30 anos de atividade, a unidade Ana Rech foi responsável por fabricar 160 mil ônibus, entre rodoviários e urbanos.
Adamo Bazani, jornalista

fábrica da marcopolo

Unidade da Marcopolo, Ana Rech, em 1981, e atualmente. fabrica, considerada um dos melhores parques de pridução de ônibus do papis, exporta produtos para diversos países e prova do desenvolvimento da indústria de õnibus brasileira. Foto: Júlio Soares

6 comentários em UNIDADE MARCOPOLO ANA RECH: 30 ANOS E 160 MIL ÔNIBUS

  1. Ficou a curiosidade na rápida menção aos BTRs, solução badalada para corredores de ônibus realmente eficientes. Que sejam elétricos!

  2. Ari Carlos Sipriani // 2 de julho de 2011 às 14:16 // Responder

    Realmente a Marcopolo em termos de ônibus rodoviários é a marca líder, porém, na cidade de São Paulo, nas rua só se vê ônibus fabricados pela Caio, sua principal concorrente em veículos urbanos. Sugiro instalar em Sampa uma fábrica ou uma montadora, só de ônibus urbanos,(a exemplo da Ciferal no Rio) para combater a agressiva penetração da Caio no Estado de São Paulo. Urgente. Um abraço.

  3. marcopolo ja amelhor enpresa salariobaixo serviso esgravo

  4. como faço pra mandar um curriculo

  5. Katrine silva figueira // 16 de agosto de 2012 às 17:05 // Responder

    A marcopolo pra mim é uma das melhores empresas e não so porque ela fabrica onibos mas sim porque ela proporciona novas idéias ,idéias que ajudam muitas pessoas e que principalmente facilita para a população ,alem di dar novas oportunidade para muitas pessoas eu agradeço a deus e a empressa marcopolo por terem dado essa oportunidade ao meu marido’o meu maior sonho é um dia também poder fazer parte dessa grande empressa ,que é a marcopolo é isso ai continuem arrebentando ok beijos*

  6. Adao pereira de faria // 14 de julho de 2013 às 18:05 // Responder

    preciso de 18 bancos reclinaveis para micro onibus qual o valor aguardo resposta obrigado

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: