SÃO PAULO RECEBE 1200 ÔNIBUS QUE OPERAM COM BIODIESEL B 20

eco frota ônibus

Ônibus movido a Biodiesel na Capital Paulista. Cidade recebe mais 1200 modelos neste ano. a maior parte deve operar na Zona Leste de São Paulo, pelo Consórcio Plus da Vip. Poluição custa aos cofres públicos brasileiros US$ 3 bi por ano.

São Paulo recebe 1200 ônibus menos poluentes
Boa parte dos veículos pertence ao Consórcio VIP Plus, que atende a Zona Leste da Capital Paulista. Mesmo mais caro, a Prefeitura garante que o combustível mais limpo trará economia aos cofres públicos

ADAMO BAZANI – CBN

A realidade de que todo investimento maior em prol do meio ambiente resulta em economia no futuro parece que aos poucos tem sido compreendida por alguns gestores públicos, mesmo que não completamente ainda.
Pelo menos é o que mostra a SPTrans, empresa gerenciadora dos transportes municipais da Capital Paulista, ao anunciar para a reportagem o início da operação de 1200 ônibus urbanos movidos com Biodiesel B 20, composto por 20% de combustível a base de óleos vegetais misturados ao óleo diesel convencional.
Apesar de o investimento ter sido bancado em sua maioria pelos empresários de ônibus, que contam com um dos maiores subsídios públicos de todo o País, a Prefeitura garante que o custo maior do Biodiesel B 20 nas operações dos novos ônibus não será repassado para os passageiros. Os empresários também serão os responsáveis pelos custos com o abastecimento e manutenção.
A SPTrans argumenta que os investimentos maiores em veículos que não poluem o ambiente resulta numa melhoria na qualidade de vida da população o que conseqüentemente diminui gastos com o sistema de saúde, por exemplo.
Levantamento feito pela USP – Universidade de São Paulo – revela que só os procedimentos de maiores custos com internações e mortes provocadas exclusivamente pela poluição do ar consomem por ano US$ 3 bilhões em todo o País. Neste valor não são contabilizados pequenos gastos como atendimentos rápidos em Pronto Socorro e procedimentos simples como inalações e uso de medicamentos leves.
Esses US$ 3 bilhões são literalmente dinheiro queimado nos tanques dos combustíveis dos carros, já que ainda segundo o mesmo levantamento da USP, a maior parte da poluição atmosférica provem das emissões pelos veículos, que há muito tempo ultrapassaram os níveis de poluentes emitidos pelas indústrias.
O valor que é jogado fora por causa da poluição poderia ser usado para resolver diversos problemas na saúde, educação, transporte, previdência, entre ouras áreas críticas dos serviços públicos.
A USP também revela que a expectativa de vida do paulistano fica em média 1,5 ano a menos exclusivamente por conta da poluição.
O Biodiesel B 20% pode reduzir em até 20% das emissões de dióxido de carbono, gás que, entre outras conseqüências produz o efeito estufa. Parece pouca a redução, mas numa das maiores frotas de ônibus urbanos do mundo e numa cidade que está sufocada há muito tempo, todo o alívio é muito bem vindo.
De acordo com dados da SPTrans passados à reportagem, com base nos indicadores de janeiro, o sistema municipal de São Paulo conta com 15.009 veículos de transporte coletivo cadastrados, sendo que 9004 ônibus no sistema estrutural e 6005 veículos no local.
Os ônibus, em sua maioria encarroçados pela Caio, recebem um selo especial denominado EcoFrota.
Uma boa parte desta Ecofrota vai rodar na zona Leste de São Paulo. Cerca de 300 veículos pertencem ao Consórcio Plus, da VIP, responsável pelas operações da chamada área 3.
Os ônibus também contam com acessibilidade e são gerenciados por computador, que monitora as operações por GPS e informam em tempo real dados operacionais e de consumo para orientarem motoristas e gestores.
Boa parte dos modelos é Caio Mondego articulado que também serão responsáveis pela redução da idade média da frota da Capital Paulista, uma das mais novas do País.
O Consórcio já testou um ônibus biodiesel 100%.
Até março São Paulo deve operar com mais ônibus híbridos, que são movidos a diesel e eletricidade, e 50 ônibus a etanol já foram encomendados.
Adamo Bazani, jornalista – CBN

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: