Metrô Parado de Surpresa em São Paulo: passageiros de ônibus rodoviários com dificuldades em pleno feriado prolongado

Linhas dão acesso aos terminas Tietê, Jabaquara e Barra Funda

ADAMO BAZANI

A paralisação surpresa dos metroviários neste feriado prolongado de Aparecida, em São Paulo, 12 de outubro de 2023, prejudica quem precisa se deslocar pela cidade a trabalho, por compromisso de saúde e a passeio, e também para quem está de viagem de ônibus marcada.

Os usuários não foram avisados e muitos estão perdendo as partidas dos ônibus.

A rede de metrô de São Paulo dá acesso aos três terminais rodoviário da cidade: Tietê (zona Norte; Linha 1-Azul), Barra Funda (zona Oeste; Linha 3-Vermelha) e Jabaquara (zona Sul, Linha 1-Azul).

A linha 2-Verde de metrô e a linha 15-Prata de monotrilho são interligadas às linhas 1 e 3.

Vale lembrar que é possível remarcar as passagens de ônibus com até três horas de antecedência, mas se o passageiro perdeu o horário, aí fica a critério da viação.

Passageiros que dependem das linhas estatais da rede de metrô de São Paulo foram pegos de surpresa por uma paralisação de metroviários em pleno feriado de Aparecida, 12 de outubro de 2023.

Não houve qualquer aviso prévio aos passageiros.

As linhas de operação pela iniciativa privada não pararam.

As linhas 1-Azul e 3-Vermelha de metrô e a linha 15-Prata de monotrilho chegaram a ter paralisação total. A linha 2-Verde, a primeira a ser afetada, ficou com velocidade reduzida.

Ônibus da Operação PAESE (Plano de Atendimento entre Empresas em Situação de Emergência) foram acionados para trechos afetados do sistema.

A companhia do Metrô de São Paulo diz que estuda tomar medidas legais contra o Sindicato dos Metroviários pela paralisação surpresa neste feriado de Aparecida, 12 de outubro de 2023.

Um protesto do sindicato contra a advertência a cinco funcionários que se recursaram a treinar outros trabalhadores para operar os trens em caso de contingência afetou as linhas 1-Azul e 2-Verde de metrô e 15-Prata de monotrilho. A linha 3-Vermelha foi impactada também.

A rede de metrô dá acesso aos terminais de ônibus rodoviários, muito procurados em feriados. Além disso, há pessoas que estão trabalhando e precisam se deslocar para tratamento de saúde, mesmo sendo feriado. Há também as pessoas que aproveitariam o feriado para passear na cidade e região metropolitana.

Em nota, o metrô diz que advertência não significa desligamento e nem punição em salários.

O Metrô foi surpreendido na manhã desta quinta-feira (12), sem qualquer aviso prévio, por uma ação do Sindicato dos Metroviários, que mais uma vez prejudica a população com pautas de interesse próprio e sem diálogo.

A ação, que impacta o funcionamento regular das linhas administradas pelo Metrô, Linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata, é um protesto a uma advertência por escrito dada pelo Metrô a 5 operadores de trem em virtude da negativa reiterada destes cinco profissionais de desempenhar as suas atribuições. Eles se negam a participar da formação e da aula prática ofertada a outros empregados que estão sendo treinados para a função de operação de trem, procedimentos que fazem parte da rotina dos metroviários.

Vale ressaltar que a advertência não implica em suspensão ou demissão e que não há sequer impactos na remuneração. A advertência, por ora, cumpre apenas o seu papel de dar aos funcionários a oportunidade para que corrijam a conduta faltosa.

A advertência também pode ser questionada pelos empregados, se assim desejarem, na via administrativa ou judicial, o que não prejudicaria os passageiros. Esse protesto liderado pelo Sindicato da categoria mais uma vez é utilizado para ameaçar a empresa e deixa a população que depende do transporte refém de seus próprios interesses.

O Metrô estuda medidas legais que podem ser tomadas por conta de uma paralisação que prejudica a população sem aviso prévio. As linhas concedidas, permanecem com operação regular e sem risco de paralisação.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
   
Assine
     
Comentários

Deixe uma resposta