Levantamento da CCR mostra que deixar o assento preferencial livre é considerada a atitude mais gentil para quem usa trens e metrôs

Iniciativa foi a escolhida por 72% de quem usa trens e metrôs operados pelo Grupo

ADAMO BAZANI

Deixar o assento preferenciais de trens e metrôs livres e oferecer lugar para passageiros com prioridade mesmo em bancos comuns estão entras as ações que são consideradas as maiores gentilezas no transporte público.

É o que mostra um levantamento chamado “Gentileza na Mobilidade” realizado pela CCR entre os dias 31 de outubro e 04 de novembro, com mais de 2 mil passageiros, de diferentes faixas etárias, nas linhas 4-Amarela e 5-Lilás de metrô e das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda de trem, operadas pela ViaQuatro e ViaMobilidade respectivamente em São Paulo; VLT Carioca, no Rio de Janeiro; e na CCR Metrô Bahia.

A Sondagem foi feita em alusão ao “Dia da Gentileza”, que ocorre neste domingo, 13 de novembro de 2022.

O levantamento, segundo a CCR, trouxe os seguintes resultados principais como atitudes mais gentis pelos passageiros:

– deixar o assento preferencial livre foi a iniciativa mais destacada no levantamento (72%)

– oferecer o assento não prioritário nos transportes públicos coletivos para pessoas prioritárias (59%)

– esperar os outros passageiros desembarcarem do trem ou do metrô para entrar (57%)

– não jogar lixo nos trens e estações (43%)

– liberar o uso dos elevadores para passageiros prioritários (39%)

– manter a esquerda livre na escada rolante (37%)

“Queremos incentivar a gentileza e o respeito ao próximo na mobilidade e esse levantamento nos traz informações importantes, que serão utilizadas para fortalecer nossas campanhas de comunicação e engajamento, além da orientação de nossas equipes, sempre considerando a importância da promoção de atitudes gentis no transporte ” – disse, em nota,  presidente da CCR Mobilidade, Marcio Hannas.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
   
Assine
     
Comentários

Deixe uma resposta