Governo de SP inicia processo de desapropriação para duplicação da M’Boi Mirim

A via é importante para o transporte e logística da Zona Sul da Capital, com volume diário médio de quase 10,8 mil veículos

Trecho de 6,3 quilômetros vai da Rua Ribas do Rio Pardo (Terminal Jardim Ângela) até a divisa dos Municípios de São Paulo e Itapecerica da Serra; obras já iniciaram

ALEXANDRE PELEGI

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, deu início á concretização do processo de alargamento da estrada do M’Boi Mirim.

Em decreto publicado nesta sexta-feira, 29 de julho de 2022, o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) declara de utilidade pública, para fins de desapropriação, por via amigável ou judicial, as áreas necessárias à execução de obras e serviços de melhoramento e alargamento da Estrada do M’Boi Mirim. No total, são 233 mil metros quadrados.

O processo se refere ao trecho entre a Rua Ribas do Rio Pardo (Terminal Jardim Ângela) e a divisa dos Municípios de São Paulo e Itapecerica da Serra, com extensão total de 6,3 km.

O trecho do projeto que avança para Itapecerica se refere a dois trechos, que juntos somam os 6,3 quilômetros que são objetos da desapropriação. O terceiro trecho de 1,8 quilômetro está localizado no município de Itapecerica da Serra.

Nesta sexta-feira, inclusive, Rodrigo Garcia vistoria com o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, as obras de duplicação da M’Boi Mirim. Como mostrou o Diário do Transporte, em 09 de junho de 2022 as obras tiveram início com a derrubada de um muro.

Estarão presentes o secretário municipal de Mobilidade e Trânsito, Ricardo Teixeira, e o secretário executivo de Transporte e Mobilidade Urbana (Setram/SMT), Gilmar Pereira Miranda.

As obras de duplicação e melhorias na estrada do M’Boi Mirim (antiga SP 214) abrangem a zona sul da Capital paulista e a cidade de Itapecerica da Serra.

Divididas em três lotes, serão realizadas em 8,1 quilômetros da via, com previsão de conclusão de 48 meses.

Uma das principais e mais longas avenidas de São Paulo, a estrada do M’Boi, antiga Rodovia Estadual SP-214, é uma das mais antigas vias que adentram à Capital.

A via é importantíssima para o transporte e logística da Zona Sul, com volume diário médio de quase 10,8 mil veículos, liga o bairro de mesmo nome às regiões mais centrais da capital.

Ao longo da via predominam diversos tipos de estabelecimentos. No trecho há extenso comércio popular, além do Hospital M’Boi Mirim, além de dois terminais de ônibus: Jardim Ângela e Guarapiranga.

Os serviços do DER são divididos em três trechos:

No trecho 1, as obras serão realizadas entre o terminal Jardim Ângela e Avenida dos Funcionários Públicos com implantação de corredor de ônibus, totalizando 5,1 km.

Já no trecho 2, os serviços abrangem 1,2 km, da Avenida dos Funcionários Públicos até a divisa entre os municípios de São Paulo e Itapecerica da Serra.

Já o trecho ainda não esta contemplado. Refere-se a 1,80 quilômetro da rodovia SP-214 em Itapecerica da Serra, sob responsabilidade do DER.

Entre os serviços nos trechos do município de São Paulo estão a recuperação da pista, implantação de faixas exclusivas e baias para parada de ônibus, lombo faixas para pedestres e restauração do sistema de sinalização e segurança.

Veja o mapa:

No dia 30 de abril de 2021 o DER/SP realizou audiência pública sobre o projeto. O Edital apresentado estimava um total de R$ 350 milhões de investimentos.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. CLAUDINEI TIAGO disse:

    essa obra sera muito importante pra nos que moramos no extremo da m.boi mirim. por isso AGRADECEMOS a todos os envolvidos o governador e o prefeito de são Paulo, NOSSO MUITO OBRIGADO

Deixe uma resposta