SPTrans abre licitação para supervisão das obras complementares do corredor de ônibus Leste-Itaquera

Cruzamento das avenidas Itaquera e Aricanduva

Empresa contratada deverá acompanhar também os serviços ambientais do corredor

ALEXANDRE PELEGI

Após homologar e adjudicar a execução de obras complementares do Corredor de Ônibus Leste-Itaquera à Construtora Kamilos, pelo valor de R$ 27 milhões, a SPTrans (São Paulo Transporte S/A), empresa gerenciadora do transporte coletivo da capital, vai contratar os serviços de supervisão e acompanhamento das ações, que incluem ainda os serviços ambientais. Relembre: SPTrans contrata empresa para obras complementares do corredor de ônibus Leste-Itaquera por R$ 27 milhões

O aviso de licitação foi publicado no Diário Oficial da Cidade deste sábado, 23 de julho de 2022, com a abertura dos envelopes (Proposta Técnica, Proposta Comercial e Documentos de Habilitação) para 28 de setembro de 2022.

Os interessados poderão obter os arquivos eletrônicos com a íntegra do edital, anexos e documentação técnica, no site “http://www.sptrans.com.br”, dentro do link LICITAÇÕES.

Diário Oficial Cidade – 23/7/2022

Como mostrou o Diário do Transporte, a SPTrans lançou procedimento de consulta pública antes de publicar o edital da licitação das obras complementares do corredor Leste Itaquera no dia 26 de março de 2022. Relembre: SPTrans abre consulta pública para edital de licitação de obras do corredor de ônibus Leste – Itaquera

OBRAS COMPLEMENTARES

Na Planilha Resumo das intervenções que deverão ser contratadas, estão discriminadas obras civis em três trechos do Corredor Leste-Itaquera:

– na Avenida Itaquera (etapa 2), com início após cruzamento com a avenida Aricanduva e fim no cruzamento com a avenida Waldemar Tietz, próximo à Praça Francisco Daniel Lopes;

– na Avenida Itaquera (etapa 2), com início no cruzamento com a rua Waldemar Tietz X Praça Francisco Daniel Lopes e término na rua Manoel Cardoso; e

– Avenida Líder.

Além das obras civis, estão previstos outros itens, como serviços ambientais e acompanhamento técnico; projetos e serviços técnicos; e administração local.

Nas obras civis deverão ser realizadas, a depender do trecho, intervenções de terraplanagem, pavimentação, muros de contenção, drenagem, paradas e acessibilidade, paisagismo e manejo, sinalização viária, e até a instalação de equipamentos de ginástica e playground.

A licitação será do tipo técnica e preço, na forma presencial, pelo modo de disputa fechado, cuja contratação se dará pela forma de execução indireta pelo regime de empreitada por preços unitários.

A entrega dos Envelopes nºs 01 (Proposta Técnica), nº 02 (Proposta Comercial), e nº 03 (Documentos de Habilitação) será realizada no dia 03 de junho 2022 às 10h. Nesse mesmo dia e horário ocorrerá a abertura do envelope nº 01.

Os interessados poderão obter gratuitamente os arquivos eletrônicos com a íntegra do edital, anexos e documentação técnica, no site “http://www.sptrans.com.br”, dentro do link “licitações”.

CONTRATO ASSINADO EM 2013 FOI REVOGADO

As obras do corredor de ônibus Leste-Itaquera foram contratadas em 2013. Como mostrou o Diário do Transporte, a São Paulo Obras – SPObras, vinculada à Secretaria de Infraestrutura e Obras da prefeitura de São Paulo, decidiu romper unilateralmente o contrato para execução das obras do Empreendimento 4 – Corredor Leste – Itaquera, integrante do Programa de Mobilidade Urbana. A decisão foi publicada no dia 09 de janeiro de 2020.

O contrato foi assinado com o Consórcio SP-CORREDORES, constituído pelas empresas Carioca Christiani Nielsen Engenharia e Heleno & Fonseca Construtécnica S/A. A prefeitura de São Paulo alegou descumprimento de itens de contrato por parte do consórcio e do cronograma de obras.

A prefeitura tentou novamente licitar a conclusão das obras em 03 de outubro de 2020. No dia 28 de outubro daquele ano acabou suspensa pelo TCM – Tribunal de Contas do Município. Nesta data estava programada a entrega de propostas. Em 04 de novembro de 2021 a prefeitura anunciou pelo Diário Oficial a revogação da concorrência.

Com extensão de 14 km, o corredor compreende o trecho da Avenida Itaquera, partindo do Terminal Carrão, continuando pela Avenida Líder e voltando para a Avenida Itaquera até a Estação de Transferência da Jacu Pêssego.

O corredor deveria ter ficado pronto em 2014, mas houve atrasos em licitações e problemas com contratos.

Apenas um trecho está em operação. Em 2016, foi entregue 1,8 quilômetro de extensão na Avenida Líder, entre a rua Diogo de Souza e a avenida Itaquera, no sentido centro, e entre a rua Manuel Cardoso e a praça Dr. Francisco Munhoz Filho, no sentido bairro.

No dia 03 de outubro de 2020, um trecho de 2,1 km do corredor passou a operar com ônibus, na extensão compreendida entre as avenidas Itaquera e Líder, entre a Praça Francisco Daniel Lopes e a Rua Harry Dannemberg. Relembre: Trecho inaugurado do corredor Itaquera-Líder vai atender a 50 mil por dia, diz secretária Elisabete França em vistoria

O Corredor Itaquera-Líder consta na Meta 46 do Plano de Metas da prefeitura de São Paulo, para o quadriênio 2021-2024. Esta meta propõe viabilizar 40 quilômetros de novos corredores de ônibus, com a extensão, em quilômetros, de trechos com obras iniciadas em novos corredores.

Além do Itaquera-Líder constam os corredores Celso Garcia; Itaim – São Mateus; Miguel Yunes; e corredor Nossa Senhora do Sabará.

LICITAÇÃO DO TRECHO II

A SPTrans colocou em licitação no dia 26 de março deste ano a contratação de serviços para a consolidação do projeto básico, desenvolvimento do projeto executivo e licenciamento ambiental para as obras do corredor Leste – Itaquera II.

A maior parte da implantação desse corredor encontra- se executada. Esse trecho compreende a Avenida Líder no segmento entre a Praça Francisco Daniel Lopes, exclusive, e as Avenidas Harry Danhemberg e avenida Itaquera.

Assim, as ações previstas contemplam especificamente as obras remanescentes para viabilizar a operação e plena funcionalidade do corredor de ônibus, caracterizadas por intervenções pontuais a serem executadas ao longo da Avenida Líder.

 

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta