Obras do Viaduto Castelo Branco, em Santo André, provocam interdição de acesso na Rua dos Coqueiros

Rua dos Coqueiros

Acesso para Avenida Industrial será interditado por 45 dias, prevê prefeitura, que informa rota alternativa para evitar complicações no tráfego na região

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Santo André, na região do ABC paulista, informa que vai interditar, a partir desta quarta-feira, 20 de julho de 2022, o acesso para a Avenida Industrial feito pela Praça Galdino Ramos e Rua dos Coqueiros.

O Departamento de Engenharia de Tráfego (DET), vinculado à Secretaria de Mobilidade Urbana, esclarece que a medida se deve ao avanço das obras de revitalização e reforço estrutural do Viaduto Presidente Castelo Branco.

Com previsão para durar 45 dias, a interdição será monitorada pelos agentes do DET, que destacarão agentes para orientar o tráfego na região.

Para evitar impactos ao trânsito, a DET vai criar rota alternativa para acesso à Avenida Industrial.

Desta forma, o sentido de direção da Rua Conselheiro Justino, na última quadra, será invertido, criando uma nova rota alternativa para os motoristas que chegam pela Rua dos Coqueiros e, consequentemente, acessam a Avenida Industrial.

O viaduto Presidente Castelo Branco liga a Avenida Prestes Maia à Avenida dos Estados e ao bairro Santa Teresinha.

A revitalização da obra de arte tem a finalidade de proporcionar que a estrutura comporte o aumento na volumetria de tráfego após a entrega do complexo de pontes e viadutos que vão compor o Complexo Viário Santa Teresinha.

O Complexo Santa Teresinha tem obras divididas em fases, e o objetivo é eliminar cruzamentos da Avenida dos Estados com a saída do viaduto Presidente Castelo Branco e a travessia do Rio Tamanduateí.

“No eixo Castelo Branco circulam, aproximadamente, 120 mil veículos por dia. Os ganhos projetados nos tempos de viagens podem chegar a 300% se comparados com as medições atuais”, informa a prefeitura.

A criação das novas alças elevadas possibilitará reduzir o número de cruzamentos em nível e melhorar a fluidez do tráfego nos dois sentidos do Viaduto Castelo Branco para acessar o primeiro e segundo subdistritos.

“Além disso, as novas pistas do Complexo Santa Teresinha vão contar com acessibilidade para pedestres e ciclistas, para garantir maior segurança viária, além da criação de um parque linear sob os viadutos”, conclui nota da prefeitura de Santo André.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta