Protesto afeta o funcionamento do Terminal Campo Limpo em São Paulo nesta quinta (07)

Ação do sindicato dos trabalhadores é contra empresa de ônibus Transpass que demitiu 16 funcionários durante a greve do mês passado

ADAMO BAZANI/WILLIAN MOREIRA

Um protesto do SindMotoristas, sindicato que representa os trabalhadores do transporte público urbano da cidade de São Paulo, afeta o atendimento de linhas de ônibus no Terminal Campo Limpo, Zona Sul da cidade, na manhã desta quinta-feira, 07 de julho de 2022.

O objetivo do ato, que tem previsão inicial de durar duas horas, é abrir um diálogo com a empresa Transpass que efetuou a demissão de 16 colaboradores devido à greve realizada no mês passado.

Destes 16 demitidos, 10 desligamentos foram revertidos, mas seis ainda estão sem solução.

Em nota para a imprensa, o presidente em exercício da entidade sindical, Valmir Santana da Paz (Sorriso), afirma que isto não será aceitado, o que chama de retaliação à categoria.

“Já intermediamos e conseguimos reverter 10 demissões, mas ainda há 6 profissionais injustiçados”, conta o sindicalista.

Apesar de estimado em duas horas o protesto, caso não houver avanços nas conversas com a empresa de transporte, o protesto pode persistir por mais tempo.

Em nota, a SPTrans diz que 29 linhas foram afetadas.

A SPTrans informa que foi surpreendida pelo ato de um grupo que irresponsavelmente bloqueou a entrada do Terminal Campo Limpo, desde as 5h40 desta quinta-feira, 7 de julho, prejudicando a operação do transporte no local. A SPTrans solicitou apoio policial no local e segue trabalhando para desobstrução e normalização dos serviços.

Por conta do ato, as 29 linhas que operam no terminal estão com sua operação prejudicada. O atendimento à população está sendo feito na parte externa do terminal.

Técnicos da SPTrans estão na região para monitorar a operação do transporte público.

Segundo a EMTU, linhas do transporte metropolitano que operam no Terminal Campo Limpo tem atrasos na sua operação devido ao protesto sindical no local

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes 

Willian Moreira para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta