Possibilidade de greve de ônibus em Guarulhos e Arujá é afastada com acordo entre trabalhadores e viações

Salários sobem 13% e ainda haverá abono de R$ 1,2 mil

ADAMO BAZANI

Motoristas e demais funcionários dos transportes públicos de Guarulhos e Arujá, na Grande São Paulo, aceitaram em assembleia nesta sexta-feira, 1º de julho de 2022,  proposta negociada com as empresas de ônibus e afastaram a possibilidade de uma greve na região.

De acordo com o SINCOVERG (Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e de Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá em São Paulo), os salários terão 13% de reajuste, além do vale-refeição.

Os trabalhadores ainda vão receber R$ 1,2 mil de abono cada.

A entidade diz que a assembleia contou com cerca de 600 pessoas.

“A campanha salarial deste ano teve início com uma negociação muito difícil com os patrões, que se recusavam a repassar minimamente as perdas nos salários sofridas pela categoria. Os trabalhadores ameaçaram entrar em greve, caso não tivessem atendidas suas reivindicações de reajuste frente ao alto índice inflacionário no país e contínua aumento do custo de vida que afeta principalmente os trabalhadores” – diz o sindicato em nota.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Diego rocha disse:

    Mas por acaso foi dito que iram parcelar mais que as casas Bahia?

  2. Willins Carlos Dutra dos Reis disse:

    O sicoverg não tem crédibilidade nenhuma, a corrupção trela entre eles , os trabalhadores que pagam, ex: Cadê os cobradores, não preciso falar mais nada.

  3. JOAO DOMINGOS CAMINI disse:

    Exatamente,13% dividido em 3 vezes, isso a Globo não mostra.

  4. Marco silva disse:

    Infelismente o risco eminente de greve nunca houve, pois as empresas de guarulhos e região ja tinham uma carta na manga e fomazizou junto ao sindicato dos “Motoristas “a proposta parcelada de aumento de salário e alguns benefícios……..
    Mas com certeza a classe em geral não ficou nada satisfeita , a classe dos motoristas em Guarulhos e região não é consultada sobre a campanha salarial que serei em maio, mas somos comunicados sobre o que acontece…..
    Na verdade perdemos os nossos valores , não só o financeiro mas como profissional, trabalhando sem cobradores dirigindo e cobrando passagens e sendo brutalmente violados pelo os nossos direitos…….so gostaria-mos de ser-mos repeitados….
    Prefeito , empresa , sindicato, população……..
    Quem sabe na nova gestão de prefeito ou concorrencia das empresas, gestao sindical…..haverá eleicoes e nos estaremos aqui……….
    Nada que seja oculto que não sera revelado…..
    Haverá justiça em Guarulhos……
    O gemido do povo de Deus será ouvido, esse povo de Guarulhos que é despresado pelos nossos governantes sera ouvido e se fará justiça……..
    Poço ate não estar mais em Guarulhos mas verei…………
    Lamento pelo desabafo pois alguns gritaram pela hipocrisia ” nao ao fim da proguru”….mas e aí ja era carta fora do baralho….. somos os próximos…..a nossa classe esta se extinguindo
    Que pena!!!!

Deixe uma resposta