Greve de ônibus em Ribeirão Preto entra no sétimo dia nesta segunda (27)

Motoristas iniciaram movimento na madrugada de terça-feira (21). Foto: Rafael Henrique de Pinho Brito/Ônibus Brasil

Audiência de conciliação marcada para esta terça-feira (28) no TRT é mais uma tentativa para resolver impasse; metade da frota opera nos horários de pico

ALEXANDRE PELEGI

Motoristas de ônibus e demais funcionários do sistema de ônibus de Ribeirão Preto, no interior paulista, seguem em greve nesta segunda-feira, 27 de junho de 2022.

Sem acordo entre Seeturp – Sindicato dos Empregados do Transporte Urbano de Ribeirão Preto e o PróUrbano, que reúne as empresas, a paralisação chega assim a seu sétimo dia.

Após o fracasso de uma primeira negociação na semana passada, nesta terça-feira (28) está agendada uma nova rodada entre o sindicato da categoria e as empresas responsáveis pelo transporte coletivo de Ribeirão Preto às 13h30, no TRT-15 (Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região), em Campinas.

Os pontos que estão emperrando as negociações são o reajuste no Vale-Refeição e a PLR.

As empresas concordaram em pagar reajuste salarial, como recompor as perdas inflacionárias, de 12,75%, mas os trabalhadores querem também a aplicação do mesmo índice em benefícios, além de PLR (Participação nos Lucros e Resultados).

Diferentemente da primeira negociação, que reuniu apenas trabalhadores e representantes do Pró-Urbano, a reunião desta terça-feira deve contar com a participação da Prefeitura de Ribeirão Preto.

Por decisão do desembargador Francisco Alberto da Motta Peixoto Giordani, o sindicato dos trabalhadores teve que retornar parte da frota que estava parada por causa da greve. Com isso, metade da frota circula nos horários de pico (entre 6h e 8h e 17h e 19h) e 35% dos ônibus rodam nos outros períodos do dia.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta