OPINIÃO: Tamoios, uma rodovia da ‘economia circular’

JOÃO OCTAVIANO MACHADO NETO

Maior obra de engenharia rodoviária do país, a duplicação da estrada dos Tamoios tem aspectos inovadores que merecem destaque: uma infraestrutura inteligente e conectada, com diversidade modal, compartilhada e sustentável, e impulsionada por modelos disruptivos. Trata-se, ao mesmo tempo, de uma obra e rodovia carbono zero que só pôde ser viabilizada graças ao mais bem sucedido programa de concessões rodoviárias do Brasil, comandado pelo nosso governador Rodrigo Garcia.

Com investimentos de R$ 3 bilhões e geração de 3 mil empregos, a obra possui diversos destaques de engenharia, como o túnel de 5.555 metros, o maior país. Há meses, a rodovia já está sendo utilizada pelos usuários no trajeto São José dos Campos-litoral norte.

Localizada em região de serra, as obras priorizaram a preservação ambiental. A concessionária responsável utilizou o inédito sistema austríaco do Cable Crane, uma espécie de teleférico movido por motores cujo guincho içava as cargas por cabo de aço. Com a operação, preservou-se uma área equivalente a 40 campos de futebol de Mata Atlântica.

Outra ação é o Projeto Tamoios, que já realizou o resgate de mais de 7.000 animais através das 14 passagens de fauna e fez o plantio de 450 mil árvores.

Cenário de filme

A rodovia também conta com uma moderna estrutura de operações, com uma Brigada de Incêndios para atendimento de emergências nos novos túneis, com sistema de alto-falantes e saídas diferenciadas.

Mais: o percurso entre São José dos Campos e litoral norte está sendo reduzido pela metade. Antes, na melhor das hipóteses, fazia-se o trajeto em 32 min –agora, são 16min.

Até o sempre crítico jornal Folha de S.Paulo fez elogios às estruturas da Tamoios, descrevendo-a como um “cenário de filme”: o percurso de “800 metros entre o litoral paulista e o planalto será uma espécie de ‘jornada ao centro da terra’ [já que] a maior parte do percurso é subterrânea”, descreveu o jornal.

Não devemos esquecer também que a Tamoios irá formar ainda um novo corredor logístico no Vale do Paraíba, com otimização do uso do Porto de São Sebastião, quando for concluída as obras do Contornos.

Com toda esta estrutura, pode-se dizer que a obra da Tamoios seguiu alguns dos princípios básicos da economia circular, conceito inovador que consiste na utilização racional de recursos, compartilhamento, reutilização e restauração.

______
João Octaviano Machado Neto é engenheiro e secretário estadual de Logística e Transportes de SP

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Guilherme Araujo disse:

    Essa obra foi comandada pelo ex ministro Tarcísio Gomes seus esquerdistas imundos

  2. Aparecido disse:

    Como era possível fazer o trajeto de são José ao litoral em 32 minutos e hoje se faz em 16 se a distância são quase 80km e a velocidade máxima permitida é de 80km/h ?

  3. Anderson Monteiro Bonfim disse:

    A rodovia para Santos, Guarujá…deveria seguir o exemplo da Tamoios.

  4. Rodrigo Lopes dos Reis disse:

    O trajeto entre são José dos Campos e Caraguatatuba, litoral norte, fica entre 01h10 e 01h30 dependendo das paradas que o motorista fizer. Quem escreveu a matéria se equívocou no tempo de percurso.

  5. Dra co disse:

    Convenhamos, esse engenheiro não conhece a região.
    Talvez desejasse dizer que subida da serra antes feita em 32 minutos hoje seja feita em 16 minutos.
    A título de curiosidade, antes da duplicação da estrada no Planalto, velocidade máxima permitida era de 90 km, sim 90 kms horários.
    Após a duplicação, a rodovia se tornou muito mais perigosa e baixaram a velocidade máxima para 80 kms hora.
    Para bom entendedor, isso pode se chamar de VELOCIDADE TRIBUTARIA OU CONTRIBUTIVA.

  6. Dênis Douglas disse:

    Com certeza o cara quis dizer que o trecho de serra ficou mais rápido…

    E sobre quem tocou a obra, por mais que tenha ocorrido verba federal (mais que a obrigação), a estrada é estadual…

  7. Juciel Antunes dos Santos disse:

    16 minutos de Caraguatatuba a São José?
    Percurso de 800 metros do litoral até o planalto?
    We

  8. Caio Ribeiro disse:

    Amigão, a verba é federal (como tudo nesse país, já que o dinheiro da união se concentra lá), mas é um projeto do governo ESTADUAL, e que teve início em 2015. Então sinto muito lhe informar, mas o seu ex-ministro fazedor de asfalto (e só), não tem anda haver com isso. Quem entregou foi o Dória (infelizmente, pq vem do mesmo saco de merda)

  9. Caio Ribeiro disse:

    Está claro que o autor estava se referindo a subida do trecho de serra e não a todo o percuso da viagem, mas ele errou ao escrever.

  10. Gilberto Macedo dos santos. disse:

    Gilberto Macedo dos santos….Quanto a está rodovia Do Tamoio realmente ficou um espetáculo … graça ao nosso governo do nosso estado …..independente do governo federal…… Parabéns ao governador Garcia e Dória o que realmente se preoculpa com nosso Estado….em matéria de rodovia e saúde…

  11. Luciano Luz disse:

    Obra eleitoreira repleta de irregularidades.
    A começar pelo trecho denominado contorno sul!
    Houveram três versões de trajeto para sua efetiva instalação, sendo que o licenciamento ambiental aprovado é o da primeira versão, portanto o que esta em execução não atendeu a nenhum dos requisitos para que obtvesse a licença prévia e muito menos de instalação (LP e LI).
    Ocorre que para operarem o empreendimento, irão ter que comprovar que a obra é de fato sustentável e respeitou as normas e leis exigíveis, o que de pronto será impossivel ” na letra da lei”.
    Para que tenham ideia da situação real, a instituição Corpo de Bombeiros, sequer participou ou fora consultada anteriormente à concessão das licenças mencionadas e a de uso e ocupação do solo concedido pelo município de São Sebastião, sendo provocada a tomar ciência do contido no projeto, pelo movimento popular organizado com representação no MPSP denominado “Túnel sim, viaduto jamais!”, que teve origem no tradicional bairro Morro do Abrigo, uma vez que o mesmo fora atingido por um viaduto sobre as residência existentes de propriedade dos povos originários daquela região, que tiverão suas vidas invadidas e depreciadas por esta obra que visa única e exclusivamente a ampliação do porto de cargas de são sebastião, já embargado pelo MPSP por iniciativa de ambientalistas situados em grande parte lno município de Ilha Bela.
    Hoje trata-se de uma rodovia que tem.seu desemboque em uma avenida de mãos únicas que inacreditavelmente também é a única estrada de rodagem entre a cidade Santos e Rio de Janeiro.
    Verdadeiro funil viário, que já alterou a vida local com sua instalação em meio ao perímetro urbano e que não traz consigo nenhum plano de viabilidade ao município que já sofre com ausência de rede de esgoto, água potável e o minimo de infra estrutura que atenda sua atual população, obstando assim qualquer ideia de desenvolvimento sustentável.
    Por fim, o projeto em questão deve desapropriar regularmente os moradores do entorno do empreendimento e somente após realizado tal ato juntamente ao MPSP, apresentar plano de infraestrutura ao munícipio que comprove sua viabilidade.

  12. Gilmarferreirera dissantos disse:

    Falta tomar vergonha na cara e elevar a velocidade de 80 km para 100 km pois não adiantou nada duplicar a rodovia e continuar com a mesma velocidade anterior

  13. ralfo penteado disse:

    R. gar$$ia, “governador” fake. Inventou a roda, o alicate e o sorvete de abacate. Responsável direto pela falência do estado de SP fechou hospitais públicos e abandonou uma fábrica de vacimas contra o Covidão. Tem CV.

  14. ralfo penteado disse:

    Ufanismo fake do “bra$$o direito” do calçiga apertada

  15. Antonio Carlos disse:

    Senhores, o trecho utilizado é o da subida (Caraguatatuba para São José dos Campos) e não o da descida. ATENÇÃO

  16. Nilton disse:

    Acho que esse comentarista desceu de helicóptero, pois deveria ter observado o abandono das passarelas pelo caminho e um desmoronamento após paraibuna , com desvio, que já tem uns 8 anos pra mais

  17. FRANCISCO EDUARDO DE ALBUQUERQUE OLIVEIRA disse:

    Essa obra tem um desperdicio de dinheiro enorme, fizeram aqui o que o cabral fez no arco metropolitano do rj, la colocaram uma quantidade absurda de poste de iluminaçao solar, muito acima do necessarioe ja foi tudo roubado e sem manutençao, aqui no tunel colocaram 2 caixas de hidrante a cada 200 metros, para que? Para encher o bolso da empreiteira e do polticocorrupto que liberou essa farra com o nosso dinheiro!!!!!!

    Mas não é matéria paga, é artigo de opinião que não necessariamente reflete a opinião do site

  18. Nilton disse:

    Comandada por quem ???? O cara nem existe politicamente, tenha dó , essa obra tem mais de 10 anos ….

  19. José Amaro Santos disse:

    Rodovia inacabada,obstrução no entre o km 51 ao 52 desde e a entrada km 50 no bairro dos macacos, tem que contornar no km 50 ,inclusive as vans escolares com as crianças chegando tarde às suas residências,sendo uma pistas paralela para favorecer apenas um morador e no bairro dos macacos há muitas resistência,inclusive a Marina Tamoios e criadores de tilápias,propriedades rurais

  20. Luiz Regina disse:

    Que bando de picaretas, mentirosos, oportunistas, esta rodovia foi iniciada muito antes deste governo estepe e não foi concluída.

  21. Cristina disse:

    Decepcionada péssima qualidade da tamoios nova , túneis a maioria sem ventilação , o pior é o asfalto o carro fica trepidando a viagem toda

  22. Luiz carlos silva de souza disse:

    Boa tarde todo ano no.minimo uma vez ao ano.viajo para o litoral norte
    Ilha Bela , fui nesse mês e fiquei muito satisfeito , por poder dirigir na Nova Serra ,contemplar essa obra pronta , pois foi possível diminuir em 1 hora o tempo.do retorno para minha residência
    Independente de que governo concluiu , i.portante
    Que foi efetuada , demorou sim muito infelizmente

Deixe uma resposta