Justiça determina volta de 80% dos ônibus de Campo Grande (MS) às ruas

Trabalhadores não chegaram a um acordo com o Consórcio das empresas de ônibus. Foto: Pedro Arthur Verão/Ônibus Brasil.

Uma multa foi fixada no valor de R$ 200 mil em caso de desobediência

WILLIAN MOREIRA

O TRT (Tribunal Regional do Trabalho) determinou a volta ao atendimento do transporte público de Campo Grande (MS) com 80% da frota total disponível.

A decisão, do desembargador André Luis Moraes de Oliveira, também colocou uma multa de R$ 200 mil ao sindicato da categoria caso a determinação não seja atendida.

Segundo o Moraes de Oliveira, a paralisação causa perigo iminente à sobrevivência e saúde da população da cidade.

Como mostrou o Diário do Transporte, os rodoviários da cidade iniciaram a paralisação para reivindicar o pagamento de salários, afirmando que a greve só terminará com a quitação da pendência.

Relembre: Trabalhadores do transporte público de Campo Grande (MS) iniciam greve nesta terça (21)

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta