História

Morre Jesus Chedid, prefeito de Bragança Paulista, de família com raiz nos transportes coletivos

Segundo prefeitura, causas são broncopneumonia bacteriana e falência múltipla dos órgãos

ADAMO BAZANI

Morreu às 3h10 desta quinta-feira, 02 de junho de 2022, o prefeito de Bragança Paulista, no interior de São Paulo, Jesus Adib Abi Chedid, aos 83 anos de idade.

Jesus Chedid estava internado em um hospital de São Paulo e, segundo nota da prefeitura, as causas são broncopneumonia bacteriana e falência múltipla dos órgãos.

É com imenso pesar que a Prefeitura de Bragança Paulista comunica o falecimento do Prefeito Jesus Adib Abi Chedid, ocorrido nesta quinta-feira (02/06), às 3h10 da manhã, no hospital conveniado, em São Paulo, em decorrência de broncopneumonia bacteriana e falência múltipla dos órgãos.

O falecimento do prefeito Jesus Chedid entristece a cidade de Bragança Paulista que o via não só como um político apaixonado, mas como um líder que comandava e inspirava todos a sua volta com garra e perseverança por uma sociedade melhor. Jesus Chedid deixará sua marca em todos, para sempre.

Jesus Chedid deixa a esposa Marilis Reginato Abi Chedid, os filhos Edmir, Elmir, André Luís e Érika, as noras Tereza, Deborah e Daniele, e o genro Henrique, 12 netos e uma bisneta.

Além de carreira política, Chedid é de uma família ligada à história dos transportes coletivos, principalmente no interior de São Paulo, hoje controladora da Expresso Fênix.

Numa matéria que o Diário do Transporte publicou em 20 de fevereiro de 2022, sobre os 70 anos do Grupo no setor de ônibus, é Chedid quem contava a história da família, lembrando de marcantes empresas, como a Rápido Serrano com sua pintura inconfundível.

Relembre:

HISTÓRIA: Fundado por libaneses, Grupo Fênix completa 70 anos nos transportes

Nielson Diplomata da Rápido Serrano, empresa que foi da família Chedid

Atualmente, empresas prestam serviços em mais de 40 municípios

ADAMO BAZANI

O Grupo Fênix, que atua em mais de 40 cidades no ramo de transporte coletivo, informou na última semana que completou 70 anos de atividades.

O nome passou a ser adotado em 2003.

Fundado pela família Chedid, que chegou ao Brasil em 1938, o ramo de transportes começou como uma atividade ligada à criação de um pequeno hotel em Itatiba, no interior de São Paulo, nos anos 1950. Em 1952, veio o primeiro ônibus para ligação entre Itatiba e São Paulo que já era feita pela família com uma pequena perua de nove lugares. O modelo do ônibus era um Ford, a diesel, motor Hercules.

Em 1º de janeiro de 1955 a família iniciou o serviço de transporte coletivo do município de Bragança Paulista.

Em uma nota, o Grupo Fênix detalha parte desta história:

Acompanhe:

Caio Giro já com o padrão da Expresso Fênix

Quem escuta Jesus Chedid contar a história do começo da atividade de transporte coletivo da família, parece que é uma história recente, alguns diriam que “foi ontem”.

O início da atividade de transporte coletivo se entrelaça com o começo de muitos outros negócios da família, que vinda do Líbano, apostou em diversos seguimentos, para se estabilizar no país. De mascates a dirigentes de futebol, de transporte de passageiros a emissoras de rádio, a família Chedid emigrou ao Brasil em 1938 a bordo do transatlântico Oceania, direto para a capital paulista.

Alguns anos depois, a família mudou-se para Morungaba, onde Jesus viu o pai, Hafiz Abi Chedid, ser mascate, abrir lojinhas e padaria, e a mãe Saada Nader Abi Chedid, virar confeiteira. Logo os negócios da família se expandiram para Itatiba, onde Hafiz Abi Chedid foi vereador e Presidente da Câmara de Vereadores.

Hafiz empreendeu e inaugurou um pequeno hotel em Itatiba, e foi neste hotel onde se deu o início a história das empresas de ônibus da família.

“Os engenheiros do DER se hospedavam no hotel, eles estavam na cidade para concluir a construção da estrada que ligaria Itatiba à Bragança Paulista. Nós compramos dois caminhões, para pagar a prazo, para transportar materiais para a construção da estrada. E quando inaugurou a estrada, fomos convidados a realizar o transporte de passageiros de Itatiba à São Paulo, nós já tínhamos em 1952 essa ligação, com uma perua com nove lugares, que depois foi prolongada até Bragança Paulista”, relembra Jesus.

O primeiro ônibus da linha chegou um pouco depois, ainda naquele mesmo ano de 1952. “Foi um Ford, a diesel, motor Hercules. E nele eu vim cobrando”, conta Jesus, que realizada a função de cobrador, e acrescenta ainda que seu irmão, Nabi Chedid, era o motorista do veículo. Estabelecida em Itatiba a primeira linha da empresa foi a Expresso Itatiba/São Paulo e iniciou em 12 de Fevereiro de 1952. Em 1º de janeiro de 1955 a família iniciou o serviço de transporte coletivo do município de Bragança Paulista, e foi aproveitando as oportunidades que surgiam para expandir os negócios, como aconteceu com a operação das linhas que ligam até hoje o Circuito das Águas Paulista até São Paulo e Campinas. “Investimos nisso, compramos ônibus novos e desfilamos uma frota de ônibus novos em toda região. E é essa potência que está aí hoje”, destaca Jesus. A partir daí, os negócios da família foram crescendo e se expandindo ao longo de seus 70 anos de existência.

GRUPO FÊNIX O Grupo Fênix, denominado Fênix desde 2003, atua no segmento de serviço de transporte de passageiros há 70 anos. É uma das principais operadoras de transporte coletivo do interior paulista. A atuação é presente nos mais importantes nichos do setor, operando linhas intermunicipais, linhas municipais e linhas escolares. A gestão do Grupo Fênix, mantém as tradições fortes de seus fundadores. A gestão familiar, aliada a profissionalização oriunda do avanço da administração nos últimos anos, vem se destacando com rígidos laços de crescimento e lealdade. Para manter e aprimorar a qualidade dos serviços prestados aos usuários, o grupo oferece treinamento constante de qualificação aos motoristas e profissionais de manutenção, higienização dos veículos e administração. A celebração dos 70 anos de tradição familiar na atividade de transporte coletivo, é acompanhada de grandes avanços na gestão das empresas, na busca contínua da inovação e do crescimento. A data comemorativa será celebrada durante todo o ano de 2022. A administração do Grupo, vem preparando diversas homenagens e brindes de agradecimento a todos funcionários e colaboradores que fazem parte desta história, daí surge o slogan: “Histórias que fazem história!”, na qual diversos testemunhos de funcionários e colaboradores serão divulgados internamente. Responsabilidade, garra e perseverança se entrelaçam na história dos fundadores, diretores, acionistas, colaboradores e funcionários do Grupo Fênix.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta