Governo de São Paulo inicia duplicação de novo trecho da Rodovia Raposo Tavares

Trecho beneficia habitantes de Sorocaba e Mairinque. Foto: Divulgação / Governo do Estado de São Paulo.

Governador visitou um dos locais das obras na região de Mairinque, interior do estado

WILLIAN MOREIRA

Em evento do Governo do Estado de São Paulo com a presença do governador Rodrigo Garcia, foi iniciada nesta sexta-feira, 22 de abril de 2022, nova fase das obras de duplicação da Rodovia Raposo Tavares que liga a capital paulista ao interior.

As intervenções são fruto de um investimento de R$ 140 milhões viabilizadas pelo Programa de Concessões do Governo do Estado e é executado pela concessionária CCR ViaOeste, gerenciada pela Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo).

Os trabalhos compreendem o trecho do Km 67 ao Km 86 com a duplicação da pista, a canalização do córrego Varjão e a implantação de passarela de pedestres, além de quatro dispositivos de acesso e retorno, garantindo maior fluidez ao tráfego nas cidades de Sorocaba e Mairinque.

Estamos iniciando uma grande obra de duplicação na Rodovia Raposo Tavares. Essa obra faz parte do esforço do Governo do Estado para a melhoria contínua desta importante rodovia que contribui para o desenvolvimento do nosso estado”, disse Rodrigo Garcia, em nota divulgada para a imprensa.

Novas sinalizações horizontais e verticais, além de barreiras rígidas e defensas metálicas serão instaladas.

O contrato original não inclui a construção de um novo acesso no Km 67, mas a Artesp solicitou o projeto executivo para esta obra, pois leva em consideração um crescimento no fluxo de veículos na região de Mairinque.

O prazo para a execução de todos os trabalhos é de 22 meses, gerando 2.500 empregos diretos.

As obras de melhorias na Raposo Tavares começaram em abril do ano passado, sendo o primeiro trecho dos Km 87 ao 89 terminando neste ano, com duas faixas de rolamento novas no sentido de São Paulo, acostamento pavimentado e dois novos viadutos. Os investimentos dessa primeira fase totalizam R$ 46 milhões.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta