OUÇA: ViaMobilidade é multada em R$ 4,3 milhões pelo Governo de São Paulo após problemas constantes com as linhas 8 e 9

Decisão foi tomada após análise de respostas da concessionária à STM (Secretaria dos Transportes Metropolitanos)

ADAMO BAZANI/WILLIAN MOREIRA

O Governo do Estado de São Paulo multou em R$ 4,3 milhões a concessionária ViaMobilidade, do Grupo CCR e do Grupo Ruas, pelos constantes problemas que têm ocorrido nas linhas 8-Diamanrte e 9-Esmeralda de trens metropolitanos.

A decisão foi comunicada na tarde desta quinta-feira, 06 de abril de 2022, pelo governador Rodrigo Garcia em evento no Palácio dos Bandeirantes.

“O contrato prevê estes gatilhos, da não prestação de serviços, de falhas acima da normalidade.  O Estado já aplicou R$ 4,3 milhões em multas na ViaMobilidade que é responsável pelas linhas 8 e 9. Nós sabemos que esta fase de transição é desafiadora, afinal de contas tem troca de muitos funcionários, são mais de dois mil funcionários que estão sendo substituídos. Passa de uma operação pública para uma operação privada. Eu tenho certeza que nós vamos superar rapidamente esses problemas nas próximas semanas (…) O Estado não fica feliz em multar, nós queremos uma boa prestação de serviços” – disse Garcia.

OUÇA:

O Diário do Transporte procurou a concessionária que informou que ainda não foi comunicada do teor da decisão.

Em nota, a STM (Secretaria dos Transportes Metropolitanos) diz que cabe recurso ainda.

A STM já notificou a concessionária ViaMobilidade das sanções cabíveis em contrato no valor de R$ 4.3 milhões. Dentro do procedimento administrativo já instaurado, cabe recurso por parte da concessionária responsável pela operação das Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda.

A Secretaria dos Transportes Metropolitanos, por meio da Comissão de Monitoramento de Permissões e Concessões (CMCP), é responsável pelo monitoramento e acompanhamento de todas as concessões da pasta, exigindo qualidade nos serviços prestados de acordo com os contratos vigentes.

A STM analisou as respostas aos questionamentos que enviou à concessionária.

A notificação à ViaMobilidade ocorreu no dia 16 de março e, no último dia de prazo dado, em 31 de março de 2022, a concessionária respondeu.

Ocorreu um aumento das falhas desde o início das operações integrais pela ViaMobilidade, em 27 de janeiro de 2022, que vão desde pequenos defeitos nos trens até problemas mais sérios, como na sinalização e controle das composições e princípio de incêndio nos sistemas de freios dos trens.

Aconteceram também dois graves acidentes no dia 10 de março de 2022: a batida de um trem no limite de contenção de uma das vias na estação Júlio Prestes da linha 8 e a morte de um funcionário eletrocutado na subestação de Pinheiros da linha 9.

O valor pode parecer muito para o cidadão comum, mas levando em conta que as linhas 8 e 9 transportam cerca de um milhão de pessoas por dia e a tarifa paga pelo usuário é de R$ 4,40, os R$ 4,3 milhões representam um dia de arrecadação bruta de catraca, dois dias se for levando em conta o valor da tarifa pública e que nem toda a demanda de antes da pandemia foi recuperada, muito embora esteja perto. A tarifa de remuneração das linhas é diferente da tarifa paga pelos passageiros.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Willian Moreira, em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Sueli Santos disse:

    Sou usuária das duas Linhas 8 e a 9 uma vergonha passar por isso todos os dias, não e o governo que deveria receber esse valor da multa não vejo nenhum funcionário do governo pegando condução pública, esse valor deveria se descontado nas passagens que a gente paga todos os dias para trabalhar e passar sufoco dentro dos trens. Que paga as passagens e passa sufoco são os passageiros e não os governos e seu funcionário AFFF o povo só se ferra nessa vida.

  2. vagligeiro disse:

    Tinha umas matérias que falava que “O Estado devia à CCR” algum valor… não sei porque raios agora liguei uma coisa a outra…

  3. jose roberto Maia disse:

    Multas não resolve nada,pois eles tem muita p pg tantas e tantas multas,se isso resolvesse não teríamos tantos problemas como vemos em certas privatizações,no Brasil essas privatizações virou máfia de certos grupos q pertencem a uma única empresa,o certo mesmo é tomar atitude, providenciar a retoma das ferrovias em geral.

  4. Valdemir Nascimento disse:

    Como se só o via mobilidade estivesse errada nesse processo todo. A via mobilidade entrou num problema, achando que ganharia logo de início, terão que investir muito mais antes de terem os lucros que tanto procuram no transporte público.
    Mas as linhas de ônibus da zona sul, que prestam um dez serviço, com sua péssima administração e intervalos que podem passar mais de 40 minutos, e transportes superlotadoa, e sem falar que quebram quase todos os dias, deixando nos passageiros pelo caminho e tendo que entrar em outro veículo ainda mais lotado, para assim com muito sofrimento chegarmos ao nosso destino.
    Mas nada justifica o valor da condução que pagamos os transportes sobre trem e ônibus deveriam ser pelo menos regular. Porque péssimos já são quase todos os dias.

  5. Marcos antonio Pereira felix disse:

    Tem que multa mesmo pois essa empresa que entrou e um lixo não vale nada os maquinistas não tem esperiemcia com trens não. Tem que vouta a CPTM de vouta pois era melhor

  6. Evanea oliveira Fernandes disse:

    Olá.Eu sou usuária da linha 9 Esmeralda. Fora, sempre está c/ problemas. A sujeira nós vagões dos trens e impressionante. Antes de trocar de: Cptm p/ via mobilidade,os trens eram limpos a gente via a limpeza. Agora. Parece uns vagões cheios de sujeiras pelo chão e um piso, tão incardido. Parece que estamos numa caçamba de lixo. É disumano a situação da linha 9 Esmeralda dos trens, além de sempre dar problema na linha,tbm a sujeira dos vagões. Isso é em qualquer horário. Nois que precisamos utilizar a linha, estamos passando por descaso dos governos e da administração da via mobilidade. Tanto faz sentido. Osasco. Como sentindo Grajaú que está um verdadeiro sujeira nós vagões.

  7. Viviane Lima da Silva disse:

    Meu isso já virou palhaçada todo final de semana vocês aprontam com a gente ,agente tem compromissos,e vocês nunca resolvem essas bostas de defeitos no trem meu ,porque que só a linha 8 e 9 é assim ?

  8. Edilson Silva disse:

    Multa para o bolso do governo é tudo de bom para eles!! O povo que sofre todos os dias não tem benefícios nenhum, o justo mínimo seria 1 dia na semana sem ninguém pagar passagem o dia todo, aí a conta chega perto dessa multa! Mas acho difícil beneficiar o povo.

  9. Ewerton Silva disse:

    Muito bom viu, o governo deu as linhas 8 e 9 para uma empresa sem capacidade, o povão fica abandonado e o Estado recebe o dinheiro da multa. Agora aquele passageiro que perdeu o dia de serviço porque o patrão não perdôo maia um atraso, aquele passageiro que perdeu a vaga de emprego porque atrasou na entrevista, aquele passageiro que perdeu a consulta médica e vai esperar mais 3 meses depois de remarcar outra consulta, quem vai recompensar suas perdas? Privatiza que melhora. Temos bons exemplos aqui em São Paulo. Veja a Enel, melhorou o serviço? Baixou os preços da sua conta de luz? Veja o Banespa. Diminuiu as tarifas do seu banco? Melhorou o atendimento? Liga lá no Santander pra ver quanto tempo você vai perder falando com uma máquina, que substitui um empregado e não entende seu problema. Ferroviários da CPTM tem ao menos 10 anos de experiência na condução complexa desses pesados trens. Ferroviários não se faz da noite pro dia. Infelizmente o povão não sabe o porquê de tudo, apenas são iludidos por políticos corruptos que ganham muito “favores” nessas licitações fraudulentas e por uma mídia vendida que atende aos próprios interesses. Privatiza que melhora!!!

Deixe uma resposta