Colapso: Ônibus param de circular por falta de recursos em BH e passageiros enfrentam dificuldades nesta quinta (13)

Empresa Trans Oeste alega não ter dinheiro para compra de diesel e insumos; Consórcio Dom Pedro II também anunciou que vai suspender mais operações

ADAMO BAZANI

Passageiros de ônibus enfrentam dificuldades na manhã desta quinta-feira, 13 de janeiro de 2022, em Belo Horizonte.

A emrpesa Trans Oeste suspendeu as operações. Mais de 120 mil passageiros foram afetados.

A alegação é falta de recursos para continuar prestando serviços. A companhia diz que entrou em colapso e que nem possui mais dinheiro para abastecer de diesel toda a frota.

Os maiores problemas se concentram na região da Estação Barreiro.

Entre as linhas sem operação estão: 32 – 35 – 303 – 304 – 305 – 308 – 309 – 310 – 311 – 313 – 314 – 315 – 318 – 319 – 325 – 329 – 330 – 332 – 335 – 336 – 337 – 340 – 3029 – 3055 – 3250 – 3350.

São cerca de 88 ônibus e 28 linhas sem operar.

As outras empresas operam normalmente, mas o Consórcio Dom Pedro II disse que a operação também poderá ser paralisada a partir de domingo (16).

Nesta quinta-feira, o SetraBH, que é o sindicato das empresas de ônibus, e o prefeito Alexandre Kalil, devem se reunir para tentar encontrar uma definição para a crise.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta