Passageiros podem trocar embalagens recicláveis por serviços e créditos em terminais da EMTU

Gerenciadora dos transportes metropolitanos firmou parceria com Ambev e Triciclo. Máquinas foram instaladas nos terminais do Corredor ABD para descarte de materiais em troca de benefícios

ADAMO BAZANI

Os terminais metropolitanos Jabaquara, Diadema, Piraporinha, São Bernardo do Campo, São Mateus e Santo André Oeste, no Corredor ABD, gerenciados pela EMTU e operados pela Next Mobilidade receberam máquinas Retorna Machine para coleta de embalagens recicláveis e troca por benefícios.

Os equipamentos convertem os materiais descartados em pontos para recarga de vale-transporte e celular pré-pago, bônus na fatura de energia elétrica ou desconto em livrarias.

O programa de fidelidade e recompensa é uma parceria entre a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), Ambev e Triciclo, vinculada ao Grupo Ambipar.

Segundo a EMTU, por meio de nota, para participar, o passageiro deve criar uma conta digital Triciclo, de maneira gratuita, pelo site da Triciclo ou pelo aplicativo Triciclo (iOS e Android). Depois, basta depositar as embalagens na máquina para começar a pontuar e receber tricoins, os pontos de troca dos benefícios. A Retorna Machine recolhe todos os tipos de materiais recicláveis como plástico, vidro, alumínio, aço e embalagens longa vida.

 Tampinhas de Amor

A EMTU ainda lembra que desde outubro de 2021, o Terminal São Mateus tem  um coletor para arrecadação de tampinhas plásticas, por meio da campanha “Tampinhas de Amor” do Instituto Amor Rosa. Os recursos obtidos através da reciclagem das tampinhas são revertidos integralmente no apoio, estruturação e realização de projetos sociais para atendimento de pacientes oncológicos.

Para contribuir com os dois projetos de sustentabilidade, os passageiros do terminal podem descartar tampinhas plásticas no coletor e as respectivas embalagens dos produtos nas máquinas Retorna Machine. Novos coletores de tampinhas serão disponibilizados em breve em outros terminais da EMTU. – explica a nota.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta