Suzano (SP) revitaliza ciclovia da Avenida Vereador João Batista Fitipaldi

Via de 1,6 quilômetro de comprimento liga a Estação Suzano da CPTM e a ponte sobre o rio Tietê, na altura da Vila Maluf. Foto: Wanderley Costa/Secop Suzano.

Secretaria de Transportes reforçou a sinalização em toda a via e executou reparos estruturais

JESSICA MARQUES

A Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana de Suzano, no estado de São Paulo, concluiu a revitalização da ciclovia da avenida Vereador João Batista Fitipaldi, no Parque Maria Helena.

Segundo a Prefeitura, a obra incluiu ainda o reforço da sinalização horizontal de toda a extensão da via.

Desde a primeira semana de dezembro, a Prefeitura executou reparos estruturais para corrigir desgastes naturais, tratando todo o canteiro central e fazendo a repavimentação da estrutura. Concluída esta etapa, foi feita a pintura de toda a ciclovia.

A via corresponde a 1,6 quilômetro de comprimento, entre a Estação Suzano da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e a ponte sobre o rio Tietê, na altura da Vila Maluf.

Além da área exclusiva para ciclistas, a pasta também revitalizou toda a sinalização horizontal dos dois lados da avenida Vereador João Batista Fitipaldi. Os trabalhos envolveram o reforço das faixas contínuas e seccionadoras, da canalização da via, das faixas de pedestre e da das lombadas.

Por causa das chuvas, os trabalhos foram realizados em cerca de 20 dias, completando o serviço da maneira ideal para os munícipes que transitam ou moram na zona norte da cidade. A via é responsável por dar acesso à avenida Governador Mário Covas Junior (Marginal do Una) e depois à rodovia Índio Tibiriçá (SP-31), assim como à região norte e na sequência à rodovia Ayrton Senna (SP-70).

Em nota, Galo também afirmou que o reforço na via é focado na segurança de motoristas e pedestres, em especial no período da noite.

“Concluímos a repintura da sinalização horizontal em uma das avenidas mais movimentadas da cidade, algo que certamente surte efeito positivo no tráfego e na segurança de milhares de munícipes diariamente. São muitas casas na proximidade da via, então a atenção e os cuidados precisam ser redobrados”, disse.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta