TCU deve concluir análise do people mover do aeroporto de Guarulhos na primeira sessão de 2022

Processo foi retirado de pauta nesta semana após pedido de vistas do ministro Augusto Nardes

WILLIAN MOREIRA

A possibilidade de liberação para o início das obras do people mover de Guarulhos deve ser novamente analisada pelo TCU (Tribunal de Contas da União) na primeira sessão de 2022, que deve acontecer em janeiro.

O processo chegou a ser colocado em pauta nessa quarta-ferira, 15 de dezembro de 2021, mas foi retirado da matéria do dia após um pedido de vista do ministro Augusto Nardes, paralisando novamente o andamento do assunto.

De acordo com o ex-secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, em entrevista ao Diário do Transporte nesta sexta-feira, 17 de dezembro de 2021, durante a entrega da nova estação Vila Sônia da linha 4-Amarela do Metrô, a obra deverá ficar pronta em 2024 e deve ser liberada no começo do próximo ano de forma definitiva, já que houve apenas um pedido de vista e todos demais ministros já aprovaram as explicações prestadas pelo Governo Federal.

“Para nós foi uma grande vitória ter o voto do relator completamente favorável a liberação do people mover que vai ligar a linha 13 da CPTM ao terminal de passageiros 1, 2 e 3 do Aeroporto de Guarulhos. Agora o pleno, que são todos os ministros do tribunal votaram, todos foram favoráveis, mas houve um pedido de vistas, senão já teria sido desde então aprovado para que pudéssemos ter iniciados a obra em janeiro. Mas a expectativa, ainda conversei com o ministro no mesmo dia, é que na primeira sessão do Tribunal de Contas de 2022, seja apreciado e deliberado conclusivamente para que nós possamos então ter o aeroporto, o consórcio GRU Airport iniciando a obra do people mover e aí definitivamente vamos ter trilhos até o Aeroporto de Guarulhos. Eu acredito que em meados de 2024 ou então até poderemos em boa perspectiva no segundo semestre de 2023. É uma obra que não tem complexidade, é uma obra no ponto de vista civil simples, o aeroporto é o detentor da área, não há desapropriação, não há complicadores de obras de mobilidade. Portanto, ali se for dedicado todo o seu trabalho, o GRU Airport conseguirá fazer a obra entre 12 e 18 meses.”

O Ministério da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, chegou a publicar nas ruas redes sociais e site oficial a notícia da liberação das obras da conexão entre trem e aeroporto, mas o conteúdo foi removido algum tempo depois

SOBRE O PEOPLE MOVER

O people mover é um modal de veículo leve de baixa ou média capacidade que realizará a ligação entre a estação da CPTM, Aeroporto-Guarulhos da Linha 13-Jade até os terminais de embarque de passageiros 1, 2 e 3, em um trajeto de seis minutos, substituindo os atuais ônibus convencionais alugados pela concessionária do aeroporto, que efetuam o mesmo trajeto em aproximadamente 12 minutos. Para que de fato o empreendimento saia do papel, houve uma assinatura de um aditivo de contrato onde o valor de R$ 272 milhões da obra, devem ser abatidos do pagamento da outorga da concessão do Aeroporto Internacional de Guarulhos pela concessionária GRU Airport, responsável pela execução das obras.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta