Diário no Sul

FlixBus inicia operações no Brasil em 1º de dezembro com duas rotas

Anúncio foi realizado nesta quarta (17). Foto: Divulgação / FlixBus.

Com preços baixos para competir com empresas já no mercado, serão ofertadas viagens de São Paulo para o Rio de Janeiro e de São Paulo para Belo Horizonte

WILLIAN MOREIRA

A FlixBus anunciou nesta quarta-feira, 17 de novembro de 2021, a entrada no mercado brasileiro de transporte rodoviário. O objetivo é oferecer transporte seguro com preços baixos.

Em uma parceria entre a empresa e o Grupo Adamantina, a FlixBus vai atender duas rotas a partir de 1º de dezembro, ligando São Paulo até as cidades do Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Nas três capitais, o embarque se dará pelos terminais rodoviários – na capital paulista, as linhas sairão do Terminal Rodoviário do Tietê.

A rota São Paulo – Rio de Janeiro terá oito embarques diários em ambos os sentidos. Já São Paulo – Belo Horizonte operará com quatro horários diários, também saindo das duas cidades.

Para atrair novos usuários, a FlixBus venderá as passagens ao preço promocional de R$ 19,99 nas duas rotas.

A empresa também lançou por meio do site www.flixbus.com.br uma promoção na qual as 10 mil primeira passagens vendidas para quem utilizar o código “ONDAVERDE9” vão receber 99% de desconto no preço pago, ou seja, a tarifa será de menos de R$ 1.

O site já está no ar e a primeira viagem será em 1º de dezembro, à 00h30, partindo de São Paulo.

“O Brasil é um mercado estratégico para nós por suas dimensões continentais. Como um player que está inovando a mobilidade no mundo, queremos oferecer mais opções de viagens acessíveis para consumidores em todo mundo. Por isso, estamos imensamente felizes em iniciar nossas operações no país”, afirmou o fundador e CEO da FlixBus, André Schwämmlein.

O foco inicial do atendimento, com mais cinco rotas que serão mantidas em sigilo no momento, será o eixo Sul-Sudeste do Brasil.

“Em breve, vamos anunciar novos destinos contemplados e parceiros. Queremos estabelecer aqui no Brasil uma rede sólida como a que temos na Europa e nos Estados Unido, onde quase 500 operadores diferentes trabalham utilizando nossa plataforma”, disse o diretor geral da FlixBus no Brasil, Edson Lopes.

Segundo a empresa, as linhas serão operadas pelo Grupo Adamantina, primeiro parceiro local da empresa, mas os ônibus terão a marca da FlixBus e seguirão o padrão internacional da companhia, que contempla serviços como wi-fi a bordo gratuito, por exemplo.

A parceria entre as empresas foi oficializada em outubro, conforme noticiado pelo Diário do Transporte.

Relembre:

EM PRIMEIRA MÃO: FlixBus e Grupo Adamantina oficializam contrato de parceria no Brasil

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. MARIO S CUSTODIO disse:

    Vi-a operando no Exterior. É forte mesmo.

  2. DeSouza disse:

    Existem as ‘Fake News’ e também as ‘Good News’. Essa parceria lança no mercado a verdadeira e pura concorrência em que o público consumidor é o privilegiado. Conquista-se o cliente, e depois se o mantém. Tudo sem esbanjamento e com planejamento que garante eficiência no transporte e eficácia na gestão. Resultado: serviço adequado a um preço justo.
    Parabéns aos parceiros. E para aquelas empresas tradicionais, que se escudam atrás de decisões judiciais (políticas) em que buscam apenas privilégios do monopólio, resta ‘chupar-essa-manga’!

  3. Ricardo Silva disse:

    Viva o livre mercado ! Imaginem se acabasse com as burocracias arcaicas desse pais. Ele voava !

  4. Uma pergunta de leigo: se o custo da Adamantina com óleo diesel, motorista e impostos etc são os mesmos, como pode o app ficar com uma parte da passagem e a passagem ser vendida mais barata?? Essa conta nao fecha. Salvo exceção de o imposto será cobrado do app e essa por sua vez nao pretende pagar. Algume me explica essa conta que nao fecha?

    1. Carlos disse:

      Meu caro essa parceria não foi muito bem explanada. Eu acredito que a Flix esteja meio que “escorada”(não sei se seria o termo correto) na Adamantina, tipo usando prerrogativas que uma empresa de transporte rodoviário tem, como exemplo o embarque na rodoviária, mas ainda está mal contada essa história! Ou a Flix vai ser a Weemobi da Adamantina, talvez…

Deixe uma resposta