Greve de ônibus em Cubatão (SP) continua com 70% dos ônibus nos horários de pico

Trabalhadores reivindicam reajuste de salários. Foto: Guilherme Estevan / Ônibus Brasil.

Funcionários da Fênix Viação vão operar com metade da frota nos períodos de entre-pico

JESSICA MARQUES

A greve de ônibus em Cubatão, no litoral paulista, continua nesta quinta-feira, 11 de novembro de 2021, com 70% dos ônibus operando nos horários de pico. A frota é composta por 34 veículos.

Segundo o Sindrod (Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários de Santos), os funcionários da Fênix Viação vão operar com metade da frota nos períodos de entre-pico. A medida atende uma liminar da Justiça.

Relembre:

GREVE: Liminar da Justiça determina operação de 70% dos ônibus de Cubatão (SP) em horário de pico

Os trabalhadores pretendem manter a greve até 17 de novembro. O movimento grevista é realizado por 120 motoristas e trabalhadores da empresa, que atuam nas 12 linhas do transporte coletivo.

“Em audiência de instrução e conciliação na tarde desta quarta-feira (10), o TRT-SP (Tribunal Regional do Trabalho) concedeu prazo de sete dias para a empresa responder as reivindicações dos trabalhadores. Nesse período, o sindicato dos trabalhadores em transportes rodoviários de Santos e região continuará cumprindo liminar do TRT determinando o número mínimo de veículos em circulação”, informou o Sindrod.

EMPRESA DIZ NÃO TER REAJUSTADO SALÁRIOS

Segundo o sindicato, na audiência, a Justiça do Trabalho ouviu do representante da empresa a confissão de que realmente não foi reajustado o salário do pessoal com base no índice de 7,59% na data-base de maio.

O preposto da viação reconheceu também outras pendências, entre elas a da classificação dos motoristas do setor convencional e de problemas no intervalo de almoço dos empregados, conforme detalhado pelo Sindrod.

Na ocasião, o representante da Prefeitura, por sua vez, comprometeu-se a conversar com a empresa sobre seu desequilíbrio econômico, que será tratado na audiência da semana que vem.

TRANSPORTE ESCOLAR

O tribunal considerou a possibilidade de os trabalhadores operarem com 100% da frota, mas o vice-presidente do sindicato, José Alberto Torres Simões “Betinho”, argumentou que a decisão era a de manter a greve.

O sindicalista ressaltou, porém, que apesar de a liminar determinar a circulação de 70% dos ônibus escolares, os motoristas resolveram operar com todos os 11 veículos para não prejudicar os estudantes.

A greve teve início na última segunda (08).

Relembre:

Greve de ônibus em Cubatão (SP) tem início nesta segunda (08)

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta