Projeto de travessia de pedestres em Moscou consegue reduzir probabilidade de acidentes em 82%

Piloto testado na capital russa diminuiu tempo de espera para cruzar a via em 30%; sistema consegue reconhecer adultos, crianças e até animais de estimação

ALEXANDRE PELEGI

Afirmando ser a travessia de pedestres do futuro, a cidade de Moscou testa um piloto denominado iCrosswalk, produzido pela aceleradora de startups Moscow Transport Innovations (Inovações no Transporte de Moscou).

Em comunicado à imprensa especializada, a prefeitura de Moscou afirma ter testado o projeto com sucesso. Descobrimos que a probabilidade de acidente com um pedestre é reduzida em 82%. O projeto também ajuda a resolver o problema de segurança no trânsito na região de Moscou e em outras regiões da Rússia”, informa a prefeitura.

O sistema funciona da seguinte maneira: quando um pedestre se aproxima da faixa de travessia, o sistema analisa a trajetória do movimento. Se a pessoa pretende atravessar, o sistema inclui elementos de sinalização, um quadro informativo com a inscrição “Dê passagem ao pedestre” e projetores que iluminam a zona de passagem. Ao mesmo tempo, um semáforo do tipo T-7 e placas de LED funcionam 24 horas por dia. À noite, as marcas na via são destacadas.

De acordo com a vice-prefeitura de Moscou para o Transporte, isso é necessário para atrair a atenção do motorista para as pessoas na faixa de pedestres, especialmente à noite. Isso permite que o motorista reaja em tempo hábil, diminua a velocidade e evite um acidente.

Os testes foram realizados de abril a julho de 2021 na rua Bolotnikovskaya em Moscou (distrito administrativo do Sul). A solução foi testada em conjunto com o Centro de Gerenciamento de Tráfego.

O projeto piloto mostrou que a probabilidade de situações de emergência com pedestres diminuiu 82%, a velocidade média dos carros aumentou 27% e o tempo de espera para cruzar a via diminuiu 30%. “O sistema pode reconhecer adultos, crianças e até animais de estimação”, diz a prefeitura da capital russa.

SEGUNDA ETAPA

Encerrada a primeira etapa do programa, o autor da ideia surgiu com uma nova solução – o sistema de parada inteligente “Smart Stop”.

Sensores especiais irão analisar o funcionamento dos painéis de informações e relatar possíveis erros. O projeto está sendo testado atualmente pela Mosgortrans, empresa estatal que opera redes de ônibus e ônibus elétricos em Moscou e na região.

O projeto Moscow Transport Innovations está elencando os melhores projetos, como o de faixa de pedestre segura, para apoiar e acelerar.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta