CPTM assina contrato de R$ 23 milhões para supervisão de obras de integração da Linha 13 – Jade com o centro de São Paulo

Companhia assinou nos últimos meses outros dois termos com a previsão de realizar a obra até 2024 com recursos do BNDES

ALEXANDRE PELEGI

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) assinou o último de três contratos relativos à extensão da Linha 13-Jade até a Barra Funda, no centro de São Paulo.

Pelo valor de R$ 23,5 milhões (R$ 23.527.801,28), assinado na última quinta-feira, 21 de outubro, o contrato se destina especificamente à supervisão de obras civis do empreendimento.

De acordo com o Extrato publicado no Diário Oficial desta quarta-feira, 27 de outubro de 2021, o Consórcio Supervisão Linha 13-Cem realizará os serviços, com prazo de vigência de 36 meses, o limite estimado para a realização da obra.

O Consórcio é composto pelas empresas Cobrape – Cia. Brasileira de Projetos e Empreendimentos, Nova Engevix Engenharia e Projetos S.A. e Metroeng Engenharia Ltda.


OUTROS CONTRATOS

A CPTM já assinou o contrato de prestação de serviços especializados de engenharia e arquitetura para a supervisão dos projetos e o acompanhamento durante a execução das obras e serviços de extensão da Linha 13-Jade até a estação Palmeiras-Barra Funda.

Pelo valor de R$ 9,5 milhões (R$ 9.531.472,00), com base Junho/2021, o contratado foi o Consórcio SPL13, pelo prazo de vigência de 36 meses.

O Consórcio SPL13 é formado pelas empresas Planservi Engenharia Ltda, Progetto Engenharia Ltda e a Empresa Brasileira de Engenharia de Infraestrutura Ltda.

O Extrato do Contrato foi publicado na edição do Diário Oficial no dia 30 de setembro de 2021. Relembre:

CPTM contrata por R$ 9,5 milhões consórcio que fará supervisão de projetos da extensão da Linha 13-Jade até a Barra Funda

Já no dia 05 de agosto, a Companhia já assinara outro contrato, o maior de todos, no valor de R$ 158 milhões, para as obras do prolongamento da linha 13-Jade para a Barra Funda, também com prazo para a conclusão das obras de 36 meses.

Este Contrato foi assinado com o Consórcio Telar – Gros – Sprail Linha 13, composto pelas empresas Telar Engenharia e Comércio S.A., Gros Engenharia Eireli e Sprail Serviços Ferroviários Ltda.

Relembre:

CPTM assina contrato de R$ 158 milhões para extensão da Linha 13 – Jade, trecho Luz- Barra Funda

Com os três contratos vigentes, o prolongamento da Linha 13 até o centro da capital ganha celeridade.

A Companhia de trens explica que a Linha 13-Jade foi concebida para conectar o segundo município mais populoso do estado, Guarulhos, à capital de São Paulo por meio de sistema ferroviário, contemplando o Aeroporto Internacional de Cumbica. No entanto, para chegar até a região central pelo serviço convencional, excluindo da menção o Expresso Aeroporto, o passageiro precisa se deslocar até a estação Brás e de lá seguir até Engenheiro Goulart ou vice-versa, para então usar de fato a linha 13, o que é desconfortável para o passageiro.

Com as obras finalizadas, o que se espera é uma melhor integração da Linha 13-Jade ao sistema metroviário de São Paulo, oferecendo mais conforto aos passageiros.

Isso porque parte da demanda de passageiros da linha 12 deverá passar para a linha 13 Jade a partir de Barra Funda ou Luz. Outra consequência será uma agilidade da passagem da linha Jade até seu trecho exclusivo, uma vez que entre Palmeiras-Barra Funda e Engenheiro Goulart ela utilizará as vias da Linha 11-Coral.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta