Campinas (SP) sinaliza vias que têm limites de velocidade variados

Avenida Waldemar Paschoal recebeu as placas indicando a redução da velocidade de 70 para 60 km/h em dois pontos distintos. Foto: Divulgação.

Segundo a Prefeitura, objetivo das placas é dar maior transparência ao processo de fiscalização

JESSICA MARQUES

Em Campinas, no interior paulista, é comum que algumas vias tenham dois limites de velocidade diferentes. Assim, em um trecho de algumas ruas os motoristas têm que ir mais devagar para evitar multas.

A partir desta quinta-feira, 14 de outubro de 2021, a Prefeitura vai instalar placas sinalizando esta mudança de limite. O objetivo é dar maior transparência ao processo de fiscalização, segundo a administração municipal.

Segundo a Prefeitura, a Setransp (Secretaria de Transportes) e a Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas) sinalizarão a indicação de velocidade variada em duas vias do município, contemplando mais dois importantes eixos viários. As duas vias recebem as placas de regulamentação e educativas nesta quinta.

Confira os detalhes:

A Avenida Waldemar Paschoal recebe as placas indicando a redução da velocidade de 70 para 60 km/h em dois pontos distintos. No sentido Carmona – Bosque, a partir da interseção com a Avenida General Marcondes Salgado. E no sentido Bosque – Carmona, a partir da Avenida Monsenhor João Batista Martins Ladeira.

No trecho da Avenida Waldemar Paschoal, entre as vias Monsenhor João Batista Martins Ladeira e General Marcondes Salgado, a via é expressa, sem cruzamentos e imóveis lindeiros, por isso a velocidade de 70 km/h. A partir dos dois pontos da via há cruzamentos, com área mais adensada. A Avenida Waldemar Paschoal possui um volume médio diário de 51,5 mil veículos.

O outro eixo viário que irá receber a nova sinalização é a transição da Rodovia Dr. Heitor Penteado (SP-081) para a Avenida Dr. Moraes Salles, no sentido Centro, a partir da interseção com a Rua José de Almeida. A sinalização irá indicar a redução da velocidade de 70 para 60 km/h.

Na Rodovia Dr. Heitor Penteado, pelas características da via, a velocidade máxima é de 70 km/h. Em trechos mais adensados, a velocidade cai. Na Avenida Dr. Moraes Salles, a velocidade máxima é de 60 km/h, na chegada pela rodovia. Conforme ocorre a aproximação para o Centro, em área bem mais adensada, com grande circulação de pedestres e veículos, além de cruzamentos viários, a velocidade máxima permitida é de 50 km/h. A Rodovia Dr. Heitor Penteado tem volume médio diário de 38,5 mil veículos; e a Avenida Dr. Moraes Salles, volume de 41,2 mil veículos/dia.

SINALIZAÇÃO

No primeiro semestre de 2021, entre os meses de março e abril, a Setransp e a Emdec realizaram um processo de reforço na sinalização de trânsito, nas principais vias que apresentam trechos com velocidade variada ao longo de sua extensão; e possuem equipamentos de fiscalização eletrônica (radares).

Segundo a Prefeitura, foi desenvolvido um modelo de placa contendo regulamentação e informação educativa, onde os motoristas visualizam que, a partir daquele ponto, há alteração na velocidade máxima permitida na via (de 70 para 60 km/h; 60 para 50 km/h; e de 50 para 40 km/h).

No primeiro semestre, nove eixos viários receberam a implantação. As vias sinalizadas foram: Avenida Lix da Cunha; Túnel Joá Penteado e Avenida Ruy de Almeida Barbosa; avenidas Cônego Antônio Roccato e Sylvia da Silva Braga; Avenida Comendador Aladino Selmi; Rodovia Dr. Heitor Penteado e a Avenida. Dr. Antônio Carlos Couto de Barros; Avenida Antônio Carlos de Salles Júnior; Avenida Theodureto de Almeida Camargo; Avenida Washington Luiz; e Avenida Celso Silveira Resende.

Neste segundo semestre, em agosto, a Avenida Prestes Maia também recebeu a sinalização educativa.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta