ANTT anuncia megaoperação contra o transporte clandestino a partir desta sexta (08) em 27 pontos para o feriadão de Aparecida

Serão parados ônibus sem condições de operação ou sem autorização para fazer viagens regulares

ADAMO BAZANI

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) anunciou que inicia nesta sexta-feira, 08 de outubro de 2021, a Operação Centauro para combater o transporte não autorizado de passageiros.

Entre os principais focos estão ônibus sem condições de manutenção ou sem autorização de realizar viagens regulares.

Os veículos nestas situações serão apreendidos e os passageiros serão transferidos para ônibus regulares com os custos bancados pelas empresas responsáveis pelas viagens não autorizadas.

Haverá bloqueios em 27 pontos estratégicos, nas principais rotas do transporte clandestino no pais.

A fiscalização contará com apoio de outros órgãos da administração pública como a Policia Rodoviária Federal (PRF) e as polícias militares estaduais.

Por meio de nota, a ANTT explica que a megaoperação é necessária por causa do feriado prolongado de Aparecida e pelo crescimento da atuação do transporte não autorizado.

A ANTT alerta à população dos riscos em um transporte não autorizado, justamente pela precariedade dos veículos, que não oferecem segurança, com motoristas cansados, ou não treinados, e pelo aumento do risco de contágio pela COVID-19.

A escolha desta data é em decorrência do acréscimo de fluxo de transporte irregular no período, em função do feriado prolongado de 4 dias, dia de nossa Senhora Aparecida, concomitante com o dia das crianças, que também se comemora no dia 12 de outubro.

Para informações sobre a legalidade da viagem ou denúncias de transporte clandestino, a Agência informa os canais da Ouvidoria:

Whatsapp (61) 99688-4306, telefone 166 ou pelo e-mail: ouvidoria@antt.gov.br.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. JOAO LUIS GARCIA disse:

    Excelente que a ANTT promova essas blitz para fiscalizarem e coibirem o transporte irregular ” clandestino ” pois muitas das vezes os mesmos estão pondo a vida dos passageiros em altos riscos.

  2. daniesteruel disse:

    Só é buscar legalizar, 90% de nós anda ilegal por não ter oportunidades de licitações ou porque já tivemos nossa licitação cassadas por prefeitos municipais.
    Cadê que a EMTU abre novas licitações ?
    Não abre novos cadastros então paciência, porque todos precisam trabalhar.
    Apreensão dá um total de aproximadamente 6 mil por tentar trabalhar. Infelizmente é assim, abordar quando estiver parado, porque se estiver em movimento a realidade é que van nenhuma irá parar pra ser multado por essa injustiça.

  3. Daniel disse:

    Somos perseguidos na rodovia para levar os clientes no litoral ou outras cidades turísticas absurdo

  4. André Rocha disse:

    ANTT E SOCIA DAS EMPRESAS GRANDES,NOS PEQUENOS SOFREMOS COM A MA INTENÇÃO DA ANTT CONTRA OS PEQUENOS.

    1. vagligeiro disse:

      Quem mandou votar errado?:

  5. Stenio Ricart de Melo Lima disse:

    É muito bom chegar e cumprir a lei, mais cadê que os órgão responsável ajudam com menos burocracia a regularização desses veículo. Tenho certeza que ninguém gosta de andar sem estar regularizado. Somos perseguidos porque para manter um ônibus ou van legalizados o valor é tão alto que os serviços que eles proporciona.

Deixe uma resposta