Metrô aumenta taxa de utilização dos terminas rodoviários da cidade de São Paulo em 10%

Terminal Rodoviário do Tietê. Foto: Alexandre Pelegi

Medida vale para as linhas estaduais 2 (E-2), cuja taxa passa de R$ 2,47 para R$ 2,72 e para as linhas estaduais 3 (E-3), que sobe de R$ 6,96 para R$ 7,66

ALEXANDRE PELEGI

A Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô publicou no Diário Oficial do Estado deste sábado, 02 de outubro de 2021, o novo reajuste da Taxa de Utilização dos Terminais Rodoviários da Cidade de São Paulo.

O aumento foi de cerca de 10%, quase o dobro do reajuste praticado em 2020.

A medida vale para as linhas estaduais 2 (E-2), cuja taxa passa de R$ 2,47 para R$ 2,72 e para as linhas estaduais 3 (E-3), que sobe de R$ 6,96 para R$ 7,66.

Os novos valores já estão em vigor.

O aumento anterior ocorreu em 01º de outubro de 2020, de cerca de 5,5%, quando o valor tinha passado de R$ R$ 2,34 para R$ 2,47 (E-2), e de R$ 6,59 para R$ R$ 6,96 (E-3).

A estes valores também é acrescido o ICMS – Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços.

Os Terminais Rodoviários estão integrados ao sistema Metroviário, facilitando o acesso dos passageiros do sistema de trilhos, e são explorados atualmente pela Socicam. Trata-se Terminal Intermunicipal Jabaquara (Linha 1-Azul), Terminal Rodoviário Governador Carvalho Pinto (Tietê) (Linha 1-Azul) e Terminal Rodoviário Palmeiras-Barra Funda (Linha 3-Vermelha).

TERMINAIS

(Fonte: Metrô SP)

Maior terminal rodoviário do País, o Tietê, inaugurado em 1982, tem circulação diária de 90 mil pessoas, que embarcam e desembarcam por meio de 89 plataformas que atendem cerca 300 linhas de ônibus – são aproximadamente 3 mil veículos, partindo e chegando diariamente de 1.033 cidades, 21 Estados brasileiros e de 5 países do Cone Sul (Argentina, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai).

O Terminal Intermunicipal Jabaquara foi inaugurado em 02 de maio de 1977 e está localizado à Rua Jequitibás, s/n, no bairro do Jabaquara, junto à Estação Jabaquara do Metrô. Em 12.100 m2 de área construída partem ônibus para cidades de Bertioga, Guarujá, Santos, Praia Grande, Cidade Ocean, Cubatão, São Vicente, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe. São 19 plataformas de embarque e 05 de desembarque para atender 4 empresas de ônibus que operam 10 linhas do litoral sul paulista.

Em 20 de dezembro de 1989, o Terminal Rodoviário Barra Funda iniciou sua operação. É o maior terminal intermodal do sistema, interligando Metrô, os Trens de subúrbio e de longa distância, os ônibus urbanos e terminal interestadual. Em uma área de 17.700 m2 recebe aproximadamente 40 mil usuários por dia e está localizado à Rua Mário de Andrade, 664 – no bairro de Barra Funda, junto à Estação Palmeiras-Barra Funda.

São 28 plataformas de embarque e 12 de desembarque utilizadas para atender as 34 empresas de ônibus que operam 139 linhas percorrendo 573 cidades de seis estados das regiões Sudeste, Sul, Norte e Centro-Oeste do país, incluindo a cidade de Porto Soares, na Bolívia.


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. vagligeiro disse:

    Então linhas que partem destes terminais provavelmente terão o aumento repassado as passagens.

    Insisto: a Artesp / ANTT poderiam fazer projetos para já inclusive preparar os terminais rodoviários lindeiros a São Paulo, como Osasco, Guarulhos e São Bernardo do Campo, para as viagens da temporada de verão. Incentivar o uso deles desafoga os terminais centrais e pode incentivar a uma deflação nos preços…

Deixe uma resposta