Ferraz de Vasconcelos estende contrato da Radial por seis meses à espera de início de operação da ATT

Radial Transporte atua na cidade há 15 anos, e será agora substituída pela empresa ATT. Foto: Franklin Freire dos Santos / Ônibus Brasil

Radial Transporte fará transição para a nova empresa vencedora da licitação, que tem até o final de fevereiro de 2022 para iniciar os serviços de transporte na cidade

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Ferraz de Vasconcelos, município da Grande São Paulo, assinou contrato emergencial com a Radial Transporte por seis meses, a um custo estimado de R$ 5 milhões, para que a empresa, que atua no município, mantenha os serviços do transporte público até o início da operação da nova concessionária vencedora da licitação.

O extrato do contrato, assinado com dispensa de licitação no dia 29 de setembro, foi publicado neste sábado no Diário Oficial, 02 de outubro de 2021.

A Radial Transporte presta serviços de transporte no município desde 1976, e será em breve substituída pela ATT (Alto Tietê Transportes Ltda), que assinou no dia 26 de agosto de 2021 o contrato da concessão do transporte coletivo de Ferraz após vencer o processo licitatório.

Como mostrou o Diário do Transporte, a ATT tem prazo de 180 dias para assumir a operação dos serviços, espaço que será ocupado pela Radial para evitar a interrupção do atendimento.

NOVO CONTRATO DE CONCESSÃO

Após vencer a licitação, realizada em agosto de 2021, a ATT atuará na cidade por 15 anos, após assinar contrato no valor de R$ 45 milhões (R$: 44.804.558,27), que corresponde ao valor estimado dos investimentos previstos ao longo de todo o período contratual.

Segundo a prefeita, no primeiro ano de concessão, a empresa terá de implantar 25% da frota zero quilômetro, com seis anos de idade de média em toda a frota. No segundo ano, serão mais 25% da frota zero quilômetro e, ao fim do terceiro ano, a frota deve estar trocada integralmente.

Além disso, um novo aplicativo de transportes que informa horários e previsões de o ônibus passar no ponto será implantado pela nova concessionária.

Os coletivos novos terão ar-condicionado e tomadas USB para carregamento de celulares.

A frota terá wi-fi para internet e todos os ônibus devem ser acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência.

Também foi anunciada, com o novo contrato, a entrada de um sistema de integração entre diferentes linhas da cidade.

A prestação de serviços é feita pela Radial Transporte desde 1976.

Em nota ao Diário do Transporte encaminhada no dia 09 de setembro passado, a Radial Transporte se manifesta em relação à sua saída da cidade de Ferraz de Vasconcelos:

A empresa Radial Transporte, originária da Ferraz de Vasconcelos, seguirá na busca por novos mercados e no atendimento aos que já atende, os planos são de expandir a empresa para outros municípios. A companhia já prospecta outras cidades e regiões onde possa continuar seu projeto de crescimento e expansão.

Os atuais veículos que são utilizados na frota de Ferraz serão avaliados e se estiverem de acordo com os contratos de outras localidades irão ser integrados a novas frotas. Caso contrário, as unidades que não se encaixarem serão vendidas.

A Radial Transporte assegurará uma boa transição para a nova empresa vencedora do certame. A empresa Alto Tietê Transporte (ATT) não tem qualquer ligação com a Radial ou com seus sócios proprietários. O único vínculo que ocorrerá é nesta fase de transição, para auxiliar na adaptação das linhas e manter a qualidade do serviço prestado em Ferraz de Vasconcelos.

A greve dos caminhoneiros deve ter pouca influência se não se prolongar por muito tempo, pois a Radial Transporte já passou por situação semelhante e conseguiu manter seus estoques de combustível e toda sua frota operando normalmente. Mas seguimos monitorando a greve.


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Antonio De Pádua Do Nascimento disse:

    Está empresa e de propriedade da da Radial, está colocando a raposa pra tomar conta do galinheiro. Kkkkkkkkkkk. A Prefeita incompetente

  2. Bruno Theophilo Gundim Bezerra disse:

    Quem dera em Guatulhos fizessem a mesma coisa,masa prefeitura insiste em manter a empresa Vila Galvão operando com veículos sucateados,velhos ( alguns com mais de 10 anos) desconfortáveis e inseguros.

Deixe uma resposta