Estado de São Paulo vai cancelar leilão do imóvel usado pelo Sindicato dos Metroviários, diz entidade

Em reunião com o Governo do Estado, houve acordo; Reintegração foi descartada

WILLIAN MOREIRA

Após impasse de meses, o terreno onde foi construída a sede do Sindicato dos Metroviários de São Paulo vai permanecer sendo usado pela entidade, eliminando desta maneira a possibilidade de uma reintegração de posse que estava prevista para acontecer no começo de outubro.

Em reunião realizada na quarta-feira, 29 de setembro de 2021, com o vice-governador, Rodrigo Garcia e o secretário de Projetos e Ações Estratégicas, Rodrigo Maia, o sindicato obteve um compromisso por parte do Governo do Estado de suspender a reintegração de posse e cancelar o leilão do imóvel.

O Metrô terá essa área comprada e um novo acordo de comodato será assinado com o Sindicato dos Metroviários.

Ainda na mesma reunião ficou acertado também a renovação do Acordo Coletivo dos funcionários do Metrô por dois anos, com reajuste conforme a inflação na data base de 1° de maio.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta