Diário no Sul

Plataforma reduz em 95% fila por transporte para PCD em São José dos Campos (SP) 

Objetivo da ferramenta é oferecer funcionalidades como o monitoramento dos trajetos de estudantes e transporte individualizado para pessoas com mobilidade reduzida. Foto: Divulgação.

MOBI2GO também contribui para redução de 35% do custo por pessoa no sistema de vans adaptadas

JESSICA MARQUES

O MOBI2GO, plataforma de gestão de transporte, reduziu em 95% a fila de espera de pessoas com deficiência e em 35% o custo por pessoa no sistema de vans adaptadas de São José dos Campos, no interior paulista.

A solução foi criada pela Sentran, empresa de serviços com aplicação de tecnologia, com atuação nacional e sede em São José dos Campos.

O objetivo da ferramenta é oferecer funcionalidades como o monitoramento dos trajetos de estudantes e transporte individualizado para pessoas com mobilidade reduzida.

Em nota, a empresa informou que a solução é focada em transporte gerido por prefeituras, governos estaduais e concessionárias responsáveis pelo serviço nessas esferas.

“As aplicações da plataforma são variadas. Os pais podem, por exemplo, acompanhar por um aplicativo em seu smartphone os trajetos dos filhos, na ida e volta da escola. O MOBI2GO garante o fim das esperas no ponto de ônibus e a segurança dos jovens na volta às aulas. No caso de pessoas com mobilidade reduzida, a solução permite que o usuário faça chamadas imediatas ou agende viagens, podendo optar por veículos adaptados”, detalhou a empresa, em nota.

Além disso, o poder público também pode conseguir uma redução de gastos com sua frota própria, já que o aplicativo pode ser utilizado em carros particulares de serviços de transporte, como Uber e 99.

Outra funcionalidade é o transporte de funcionários intraprédios ou de objetos, como documentos e medicamentos entre unidades de saúde. Em 2019, a primeira versão do MOBI2GO foi reconhecida no Prêmio Inovacidade, do Instituto Smart Business America.

CRICIÚMA (SC)

Além disso, uma recente parceria com o Grupo Forquilhinha responsável pela operação de transporte em Criciúma (SC) tornou a cidade a primeira no país a oferecer serviço de transporte com monitoramento individualizado por meio de aplicativo para crianças e adolescentes da rede municipal de ensino.

No município, o serviço foi batizado de GPSCOLA e atende 1.989 alunos, sendo 351 deles com algum tipo de deficiência. Segundo a empresa, o serviço “oferece mais segurança e conforto aos alunos, pais e responsáveis, monitorando individualmente e em tempo real cada estudante e cada veículo envolvido no transporte”.

Neste caso, cada aluno recebe um cartão com QR Code, que deve passar no leitor ao entrar no transporte. Os pais ou responsáveis podem acompanhar todo trajeto do seu filho e receber notificações no embarque e desembarque nos três tipos de veículo (ônibus de 40 lugares, vans com 16 lugares e carros de quatro lugares).

As crianças portadoras de deficiência com mobilidade reduzida são buscadas na porta de casa e levadas até a escola, e vice-versa. Em Criciúma, são 14 ônibus, 4 vans e 24 veículos. Os pais ainda têm um canal de atendimento para dúvidas, reclamações e solicitações, com chat no sistema.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta