Viagens do Atende+ em São Paulo passam a ser solicitadas exclusivamente por site

Transporte porta a porta é para pessoas com deficiência física severa, autistas e surdocegas. Foto: Divulgação.

E-mail da SPTrans deixa de receber os pedidos a partir desta segunda (16)

JESSICA MARQUES

A SPTrans deixou de receber por e-mail as solicitações de viagens do Serviço Atende+, que realiza o transporte porta a porta de pessoas com deficiência física severa, autistas e surdocegas.

Nesta segunda-feira, 16 de agosto de 2021, os pedidos de inscrições ou alterações cadastrais já não estão mais sendo feitos pelo e-mail atende@sptrans.com.br.

Desde julho, solicitações de inscrição, alteração cadastral e reativação de viagens podem ser feitas no site www.sptrans.com.br/atende. Agora, este é o único canal para atendimento.

Em nota, a SPTrans ressalta que o atendimento online proporciona comodidade e evita que as pessoas tenham que se deslocar a um dos Postos de Atendimento. Contudo, caso o usuário opte pelo atendimento presencial, esse serviço continua a ser realizado, mediante agendamento. A lista de locais está disponível no site do serviço.

“Esse canal de comunicação com o público foi ativado durante o período crítico da pandemia com o objetivo de facilitar o envio dos documentos à SPTrans, evitando os deslocamentos dos usuários/munícipes. Esclarecemos que a utilização do e-mail foi adotada em caráter excepcional e temporário. Dúvidas podem ser esclarecidas em contato com a Central de Atendimento pelo número 156”, informou a SPTrans, em nota.

“No site já era possível consultar serviços como, agendamentos de viagens eventuais e ainda confirmação das viagens programadas para seu atendimento, cancelamentos de viagens e justificativas de faltas, esses, tanto para viagens regulares como eventuais. Importante reforçarmos que o atendimento presencial no Posto Central da SPTrans, localizado na Rua Boa Vista nº 274, Centro, ocorre somente com agendamento prévio. Em nenhuma hipótese, haverá atendimento àqueles que comparecerem ao posto sem o devido agendamento”, detalhou também.

O SERVIÇO

O Serviço de Atendimento Especial – Atende+ foi criado por meio do Decreto nº 36.071 de 09 de maio de 1996 e atualmente é regido pela Lei Municipal nº 16.337, de 30 de dezembro de 2015. É uma modalidade de transporte porta a porta, gratuito aos usuários, com regulamento próprio, oferecido pela Prefeitura de São Paulo, gerenciado pela São Paulo Transporte S.A. e operado pelas empresas de transporte coletivo do município de São Paulo e cooperativa/empresa de táxis acessíveis.

O Serviço Atende+, de acordo com a citada lei, é voltado para o atendimento às pessoas com deficiência física temporária ou permanente, transtorno do espectro do autismo e surdocegueira, as quais não possuem condições de mobilidade e acessibilidade autônoma aos meios de transportes convencionais ou que possuam grandes restrições ao acesso e uso de equipamentos e mobiliários urbanos.

O atendimento é prestado a clientes cadastrados, com uma programação pré-agendada de viagens. São transportados 5.189 passageiros, sendo 2.869 pessoas com deficiência e 2.320 acompanhantes, de acordo com dados de julho deste ano, divulgados pela SPTrans.

O Atende+ conta hoje com 538 veículos devidamente adaptados e roda cerca de 1,6 milhão de quilômetros por mês.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta