Rodoviários fazem protesto em Porto Alegre contra privatização da Carris

Agentes da EPTC em desvio de trânsito por causa do protesto

Trânsito foi afetado na região central

ADAMO BAZANI

Motoristas de ônibus realizaram na manhã desta quinta-feira, 12 de agosto de 2021, uma manifestação na região central de Porto Alegre

De acordo com o sindicato da categoria, o protesto ocorre contra o projeto que pode levar à privatização da Carris, a empresa pública de ônibus da cidade.

Segundo a EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação), gerenciadora da prefeitura, a “operação tartaruga” afetou o trânsito, mas foi encerrada logo depois das 10h, causando, entretanto ainda reflexos.

O sindicato dos rodoviários estima que, com a privatização, pode haver cortes em duas mil vagas.

O Diário do Transporte noticiou que em 15 de junho de 2021, o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, anunciou em redes sociais que assinou o projeto de lei para privatizar a companhia de transportes.

Relembre:

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. carlos souza disse:

    Como o (des)governo municipal de Rio Grande(RS) fez com a frota urbana do DATC e tentou fazer o mesmo com a rodoviária.Vale lembrar que o DATC é a única estatal a operar linhas intermunicipais no país.E os dois (des)governos do MDBrecht,co-paricipante do Mensalão do PT e do Petrolão.Ou seja,farinha do mesmo saco.São os lideres-mor da subsidiaria desse sistema criminoso e ilegal no Brasil(PT-MDB-Outros).E os dois prefeitos(Rio Grande e Porto Alegre) se encontraram recentemente na Capital(POA).E um dos assuntos era transporte.Salvem a Carris e o Datc.São estatais,mas tem muitíssima história pra contar.Mal-gerenciadas,mas com muuuuita história pra contar.MUITA MESMO.Candidaturas avulsas JÁ.Voto obrigatório NUNCA MAIS.JAMAAAAAAAAAAAAIIIIIS.Chega de politicagem.

  2. Alfredo disse:

    Como aconteceu em São Paulo, a prefeitura vai tentar convencer a população que a empresa pública dá prejuízo, que na mão dos empresários amigos deles vai ter mais ônibus, tudo lorota, aqui só piorou, tiraram os ônibus com motor traseiro para por com motor na frente, mais baratos, reduziram os salários, muitos foram demitidos e no final de 5 anos da privatização o transporte clandestino tomou conta, apenas uma empresa que ganhou linhas da CMTC sobreviveu, a maioria faliu e os funcionários ficaram na mão, e o subsídio hoje é astronômico, esses políticos são uma comédia

Deixe uma resposta