Terminal Padre Anchieta, em Campinas (SP), passa por obras de revitalização

Operação não está sendo afetada. Foto: Divulgação / Emdec.

Segundo a Emdec, tomadas serão instaladas nas plataformas para que os usuários possam recarregar os aparelhos celulares durante a espera pelo ônibus

JESSICA MARQUES

O Terminal Padre Anchieta, no Distrito de Nova Aparecida, em Campinas, no interior paulista, está passando por obras de revitalização. As obras estão sendo realizadas pela Secretaria de Transportes (Setransp) e pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec).

Este é o segundo terminal contemplado pelo projeto de zeladoria e conservação, lançado neste ano. As intervenções começaram em julho e, até o momento, foi feita a pintura externa da ala administrativa e substituição das luminárias externas da cabine de controle.

Nos sanitários, houve revisão das instalações elétricas, substituição de lâmpadas e pintura das portas e tetos. Na área externa ao terminal, houve revitalização da pintura da fachada e dos gradis. Toda a iluminação do terminal foi reforçada com lâmpadas do tipo LED, que emitem mais luz, têm maior vida útil e utilizam menos energia elétrica.

No bicicletário, houve substituição do alambrado por gradis de segurança e os paraciclos receberam nova pintura. Junto às plataformas, foi executada demarcação de segurança das áreas reservadas aos extintores de incêndio.

Segundo a Emdec, as próximas etapas da reforma do Terminal Padre Anchieta incluem melhorias nas condições de acesso (revisão das rampas existentes, calçadas e travessias), novo paisagismo e revitalização dos pontos de parada localizados no entorno. Tomadas serão instaladas nas plataformas para que os usuários possam recarregar os aparelhos celulares durante a espera pelo ônibus.

Além disso, a comunicação visual será reforçada, por meio da instalação de novas placas de identificação das linhas nas plataformas, nos banheiros e nas bilheterias. Um mapa de arredores indicará os principais pontos de interesse da região. Ao final da reforma predial, o Terminal Padre Anchieta receberá reforço da sinalização horizontal (solo) na área interna e nos arredores.

Os serviços são executados pelas equipes de manutenção da Emdec, com apoio da Secretaria Municipal de Serviços Públicos, Departamento de Parque e Jardins e Subprefeitura de Nova Aparecida.

Outras ações realizadas no Terminal Padre Anchieta envolveram a segurança e a manutenção predial. “Em junho, o terminal recebeu limpeza periódica das caixas d’água e inspeção preventiva dos equipamentos de combate à incêndios. Houve a recarga anual dos extintores e a vistoria de hidrantes, bombas e mangueiras, que apresentaram boas condições de funcionamento. Ao todo, a Emdec conta com 12 agentes da Mobilidade Urbana capacitados como brigadistas, sendo que dois deles atuam no Terminal Padre Anchieta”, detalhou a Emdec, em nota.

O Terminal Padre Anchieta está localizado na Rua Papa São Dionísio, 395. É atendido por nove linhas de ônibus: 260, 261, 263, 263.1, 264, 265, 266, 269 e 314. Juntas, elas transportam quase 15 mil passageiros por dia.

OUTROS TERMINAIS

O presidente da Emdec, Ayrton Camargo e Silva, afirmou que o programa de recuperação contemplará todos os terminais, gradativamente. “Os próximos a serem revitalizados são os terminais Central, Itajaí e Vida Nova. As melhorias contemplam sinalização viária, manutenção predial e comunicação visual. Além disso, reforçaremos a integração entre o transporte coletivo e as bicicletas, realizando adequações nas ciclovias localizadas no entorno dos terminais e nos bicicletários”, explicou.

Nesse contexto, a ciclovia próxima ao Terminal Padre Anchieta será interligada ao bicicletário existente no local.

O Terminal Barão Geraldo foi o primeiro a ser contemplado pelo projeto de zeladoria e conservação, em maio. A reforma incluiu pintura de muros e gradis, limpeza de calhas, substituição de vidros, reforço da iluminação com lâmpadas LED, jardinagem, instalação de tomadas para recarga de celulares, revitalização das rampas de acessibilidade e da sinalização horizontal.

O local recebeu a reforma do quadro de informações aos usuários, instalação de faixas de segurança nas plataformas e de novas placas de identificação na entrada e saída do terminal, bilheterias interna e externa, sanitários e plataformas de embarque / desembarque. Além disso, os murais receberam campanhas educativas e um mapa de arredores foi instalado na área das plataformas. A ciclovia de Barão Geraldo foi interligada ao novo bicicletário, que tem capacidade para 17 bicicletas.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta