Pacote bipartidário de Joe Biden projeta investimento bilionário em transportes públicos, o maior da história dos Estados Unidos

Setor de transporte público terá 66 bilhões de dólares, maior investimento da história

Um dos principais objetivos é reduzir os tempos de deslocamento e criar mais oportunidades econômicas nas comunidades mais carentes

ALEXANDRE PELEGI

Nesse domingo, 1º de agosto de 2021, os senadores norte-americanos concluíram um plano bipartidário avaliado em 1 trilhão de dólares dedicado ao setor de infraestrutura.

A expectativa é que Senado e Câmara dos Representantes possam aprovar a proposta ainda esta semana.

O programa adiciona mais 550 bilhões de dólares aos 450 bilhões já aprovados anteriormente.

Uma das bandeiras do governo do presidente Joe Biden, este é o maior pacote de apoio à economia nos últimos 50 anos.

O projeto agora ampliado inclui uma série de medidas, com destaque para investimentos em estradas, pontes e principalmente transportes públicos. Outras áreas também estão atendidas, como internet de alta velocidade, financiamento para água potável, e medidas para combater as mudanças climáticas.

O plano precisa ser aprovado no Senado, e depois na Câmara dos Representantes.

Desta nova fatia de 550 bilhões de dólares acrescida ao plano Biden, a maior parcela será destinada a projetos relacionados com os transportes.

Um dos principais objetivos é reduzir os tempos de deslocamento e criar mais oportunidades econômicas nas comunidades mais carentes. Os trabalhadores que se movimentam por ônibus e transporte público são 31% negros e 19% hispânicos, em comparação com 12% e 18%, respectivamente, da mão-de-obra em geral.

Do total, 110 bilhões de dólares serão dedicados a financiar novas estradas, pontes e projetos relacionados.

Outros 39 bilhões de dólares se destinarão aos transportes públicos, montante que o presidente Biden considera ser o maior investimento na área da história do país. A esse valor, se somam 66 bilhões para projetos do setor ferroviário e 11 bilhões para segurança viária.

RECONECTANDO PESSOAS

Dentre as prioridades do programa de infraestrutura está ainda a reconexão de comunidades divididas por rodovias. Este projeto tem previsto o valor de um bilhão de dólares. Trata-se de desconstruir a mentalidade carrocrata que levou o país a construir gigantescas autoestradas, obras que rasgaram cidades, destruíram bairros, e dividiram comunidades aumentando a desigualdade.

“Partes significativas do sistema de rodovias interestaduais foram construídas através de bairros negros, destruindo casas, escolas, igrejas e parques e causando desconexão e desinvestimento duradouros para os residentes que permaneceram. De forma mais ampla, os investimentos históricos em infraestrutura de transporte, especialmente a construção de rodovias, isolaram muitos americanos de oportunidades, dividindo e demolindo comunidades e perpetuando injustiças econômicas e raciais”, diz documento oficial da Casa Branca.

Segundo comunicado do governo americano, o acordo bipartidário é o maior investimento federal em transporte público na história. Este investimento visa reparar e melhorar a infraestrutura envelhecida, modernizar as frotas de ônibus e ferrovias, tornar as estações acessíveis a todos os usuários, e levar o serviço de transporte a novas comunidades. Por fim, irá substituir milhares de veículos do transporte coletivo, o que inclui ônibus, por veículos limpos e de emissão zero.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta