Vale do Tietê e Agosuzi Transportes (Floresta) pedem à Artesp paralisação de linha e supressão de seções em trajetos intermunicipais

Viação Vale do Tietê

Agosuzi solicita paralisação da linha suburbana Piacatu a Penápolis; Vale do Tietê quer suprimir atendimento a trechos em ligação Tietê-São Paulo

ALEXANDRE PELEGI

Duas empresas de transporte intermunicipal de passageiros deram entrada na Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) solicitando alterações em linhas.

As solicitações foram publicadas no Diário Oficial do Estado deste sábado, 31 de julho de 2021.

A Viação Vale do Tietê, permissionária da linha rodoviária entre São Paulo e Tiete (Autos 7394-DER-1974) pediu autorização para deixar de operar os seccionamentos entre Tiete a Porto Feliz – Porto Feliz ao km 146 SP300, km 146 SP300 a Tiete –, e vice-versa.

Já a Agosuzi Transportes (Floresta), permissionária da linha intermunicipal de ônibus entre Piacatú e Penápolis, de característica suburbana, pediu autorização para paralisar ou cancelar a referida linha (Autos 7224/DER/71).

O motivo, segundo a empresa de ônibus, é “não ter condições de atender artigo 61 do decreto 29.913/89”. Este artigo determina que o percentual mínimo de veículos na frota que tenham mais de 10 anos de fabricação deverá ser de 20%.

Para os dois casos a Agência abriu prazo de 15 dias contados a partir de hoje para sugestões, impugnações e reclamações relacionadas ao pedido.


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta