Consórcio MocBus, em Montes Claros (MG), lança aplicativo para o transporte coletivo

Foto: Henrique Alexandre de Souza / Ônibus Brasil

Ferramenta desenvolvida pela Prodata Mobility Brasil integra sua solução de Bilhetagem 2.0, para realizar a recarga do bilhete de transportes e a compra de passagens em formato QR Code

ALEXANDRE PELEGI

Montes Claros, em Minas Gerais, passou a utilizar o aplicativo desenvolvido pela Prodata Mobility Brasil.

Parte de uma renovação tecnológica do Consórcio MocBus, que atende o serviço de transporte público na cidade, o App MocBus já está disponível para download nas lojas da Apple Store e Google Play.

A ferramenta desenvolvida pela Prodata é parte da solução de Bilhetagem 2.0, que permite ao passageiro realizar a recarga do bilhete de transportes e a compra de passagens em formato QR Code.

O Aplicativo faz parte de uma renovação tecnológica do Consórcio MocBus, composto pelas empresas Auto Lotação Princesa do Norte (Alprino) e Solaris Transportes.

Após fazer o download do App MocBus, o usuário realiza um cadastro inicial para associar um cartão de crédito à sua carteira digital. A partir daí ele já pode fazer a recarga do bilhete de transporte direto do aplicativo ou comprar bilhetes QR Code para utilizar como uma passagem unitária.

Toda a frota da cidade já opera de forma online, com a solução MCC (Mercury Cloud Center) da Prodata. Essa solução permite que as recargas de bilhete realizadas no aplicativo entrem automaticamente no cartão físico.

Além da frota online, todos os validadores estão habilitados a fazer a leitura das passagens em formato QR Code .

A Prodata Mobility Brasil já tem seu aplicativo adotado nas operações de transporte coletivo de cidades como Campinas, Jundiaí, Taubaté, Cajamar . De acordo com o diretor comercial da empresa, Leonardo Ceragioli, em breve o App estará também em Cabo Frio, Vitória da Conquista, Mauá, Barueri, Jandira, Itapevi, Maceió, Niterói, Recife, Goiânia e Cabo de Santo Agostinho.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta