Transporte coletivo de Ribeirão Preto já recebeu aporte de R$ 7 milhões

Ônibus que passa pela Av. Presidente Vargas, em Ribeirão Preto

Lei sancionada em junho prevê subsídio de até R$ 17 milhões às empresas de ônibus da cidade, condicionado ao congelamento da tarifa

ALEXANDRE PELEGI

O Consórcio PróUrbano, que opera o transporte coletivo de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, já recebeu R$ 7 milhões do valor autorizado pela Lei 14.571, sancionada pelo prefeito Duarte Nogueira no início de junho de 2021.

Como mostrou o Diário do Transporte, a Lei 14.571 autoriza um repasse de até R$ 17 milhões ao Consórcio, e foi aprovada pela Câmara Municipal no dia 8 de junho. Relembre:

Ribeirão Preto (SP) sanciona lei que prevê subsídio a empresas de ônibus e congelamento da tarifa

O subsídio será pago durante seis meses, e será usado para o reequilíbrio financeiro do contrato de concessão, após os impactos causados no sistema de transporte pela pandemia de Covid-19.

Os vereadores incluíram seis emendas no projeto encaminhado pelo Executivo, e uma delas congela a tarifa de ônibus durante o período dos repasses.

Dos valores já recebidos, no mês de junho foram R$ 5.027.338. Em julho, até hoje, a prefeitura liberou mais R$ 2.019.958.

Os dados estão disponíveis no portal transparência da Prefeitura de Ribeirão Preto.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes   

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta