Doria vai apresentar concessões metroferroviárias, aeroportos e rodovias em Nova Iorque

Rodadas com investidores devem ocorrer em novembro; Estado deve abrir escritório de negócios nos EUA

ADAMO BAZANI/WLLIAN MOREIRA

O governador de São Paulo, João Doria, quer apresentar para investidores em Nova Iorque as concessões que o Estado deve fazer em diferentes áreas, como em infraestrutura, mobilidade urbana e saneamento básico.

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, 30 de junho de 2021, Doria disse que em novembro, o Estado deve abrir um escritório de negócios em Nova Iorque e que será feita uma espécie de rodada em uma semana com investidores para oferecer as concessões.

“Em novembro vamos inaugurar o escritório, o quinto escritório de São Paulo no plano internacional que será em Nova Iorque para atender o mercado norte americano somado ao Canadá e também ao México. E teremos uma Brazilian Week com uma São Paulo Week em Nova Iorque na terceira semana de novembro para apresentar as opções de investimentos aqui em São Paulo, sejam de infraestrutura na área rodoviária, ferroviária, metroferroviária, fluvial e aeroportuária e a área de saneamento também, e estimular novos investimentos privados aqui no estado de São Paulo”, disse João Doria

Ouça:

Na área de mobilidade, uma das concessões deve ser a do TIC – Trem Intercidades cujo primeiro projeto deve ligar o centro da cidade de São Paulo até a região de Campinas, no interior.

A concessão deste trecho do TIC deve envolver também a linha 7-Rubi da CPTM, dos trens metropolitanos.

Como mostrou o Diário do Transporte, em 31 de maio de 2021, o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, afirmou que existe a intenção do Governo do Estado em licitar o TIC (Trem Intercidades) na direção ao litoral paulista nos mesmos moldes do que ligará o centro de São Paulo até Campinas.

Segundo Baldy, a Linha 10-Turquesa seria incluída no edital da Linha 7-Rubi e o TIC, formando desta forma um sistema unificado que levaria os trens até a cidade de Santos através da Serra do Mar.

Caso os estudos a ser realizados apontem a viabilidade do projeto entre Santos e São Paulo, este TIC seria deixado como um gatilho para, em uma fase futura, ser implantado.

Para isso sair do papel será necessário o envolvimento de tratativas com o Governo Federal a respeito de melhorias na infraestrutura do trecho entre Paranapiacaba e o litoral, atualmente operados por trens de carga. O sistema de cremalheira seria um dos a receber intervenções para um melhor desempenho.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/05/31/trem-intercidades-sao-paulo-santos-pode-sair-do-papel-em-licitacao-unica/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta