Alesp aprova diretrizes orçamentárias para 2022 e projeto segue para sanção de Doria

Uma das metas é executar mais 20,6% de implantação do Trecho Vila Prudente - Penha da Linha 2 do Metrô

Na área de transportes, dentre várias metas, estão a conclusão da implantação da Linha 9 – Esmeralda, a implantação das Portas de Plataforma; e o Trem Intercidades São Paulo-Campinas

ALEXANDRE PELEGI

Foram aprovadas pela Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) nesta terça-feira, 29 de junho de 2021, as diretrizes para execução do orçamento estadual para 2022.

Os deputados incluíram 11 emendas e 13 subemendas ao projeto, todas voltadas a setores como saúde, universidades públicas estaduais como USP, Unicamp e Unesp, e qualidade de vida da população.

O projeto segue agora para sanção ou veto, total ou parcial, do governador João Doria.

A expectativa do Estado para 2022 é de uma receita fiscal de R$ 245,5 bilhões e despesas fiscais de R$ 228,5 bilhões.

As prioridades previstas na LDO, segundo o governo paulista, “são voltadas à defesa da vida”.

Na área de Transportes, as prioridades estão concentradas no item VI – Qualidade de Vida Urbana, com Moradia Adequada e Mobilidade.

As metas descritas para o ano que vem envolvem obras do Metrô de SP e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Da EMTU, consta apenas a construção do Trecho Conselheiro Nébias – Valongo do VLT da Baixada Santista:

Concluir a Estação João Dias da Linha 9 da CPTM

Concluir a Implantação da Linha 15 Prata do Metrô até o Jardim Colonial

Concluir a Implantação da Linha 9 – Esmeralda da CPTM

Construir o Trecho Conselheiro Nébias – Valongo do VLT da Baixada Santista

Implantar Sistemas de Energia e Sinalização nas Linhas 10, 11, 12 e 13 da CPTM

Interligar a Linha 13 – Jade aos Terminais do Aeroporto de Guarulhos

Viabilizar a PPP do Trem Intercidades São Paulo-Campinas

Executar mais 19% de Implantação da Linha 6 – Laranja do Metrô

Executar mais 16% de Implantação da Linha 17 – Ouro do Metrô

Executar mais 20,6% de Implantação do Trecho Vila Prudente – Penha da Linha 2 do Metrô

Executar mais 30% da Extensão da Linha 13 – Jade até o Centro

Implantar Sistema de Energia e Sinalização e Portas de Plataforma nas Linhas 1, 2, 3 e 5

OUTRAS ÁREAS

EDUCAÇÃO: emendas de deputados e deputadas aumentaram de 147 para 160 o número de escolas com previsão de implantação de educação integral, e acrescentaram a expansão do ensino superior público como meta do governo a ser cumprida. Além disso, determinou-se que as universidades terão direito a, no mínimo, 9,57% do ICMS pertencente ao Estado.

SAÚDE: emendas aumentaram a meta de teleatendimentos pelo programa Multisaúde, de 50 mil para 55 mil, e ampliaram de 250 mil para 260 mil os atendimentos pelo Corujão da Saúde.

SEGURANÇA PÚBLICA: Aumenta a criação de postos de trabalho no sistema penitenciário de 10 para 11 mil; amplia a modernização de equipamentos de uso policial de 52 para 56 mil; e inclui como prioridade a implantação de 15 delegacias da mulher com funcionamento 24 horas.

QUALIDADE DE VIDA: Meta de entrega de 5,4 unidades habitacionais passa para 5,6 mil, e a de melhorias dessas residências de 2,5 para 2,7 mil. Meta de cidades atendidas pela Sabesp, que reúnem 71% da população – passou para 92% com coleta e 83% com tratamento de esgoto.


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta