Presidente Prudente segue com greve total no transporte público

Ônibus não deixam as garagens da empresa. Foto: captação de imagem TV Bandeirantes

Paralisação já chega a 14 dias, e trabalhadores cobram pagamento de salários atrasados

ALEXANDRE PELEGI

Os trabalhadores do transporte coletivo de Presidente Prudente, interior de São Paulo, continuam de braços cruzados nesta terça-feira, 29 de junho de 2021.

Este é o 14º de greve dos ônibus na cidade, que agora convive com uma situação de bloqueio total do transporte. Não há ônibus nas ruas.

A greve total vem desde essa segunda-feira (28), após o prazo para que a empresa realizasse o pagamento dos salários atrasados ter vencido sem que isso ocorresse.

Os trabalhadores reivindicam o pagamento de salários atrasados e vale-alimentação referente ao mês de maio, o que motivou o começo da greve em 16 de junho, que começou de forma parcial.

O Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Terrestre de Presidente Prudente e Região (Sintrattepp), que coordena o movimento paredista, lembra que esta é a quarta paralisação dos funcionários somente em 2021.

A prefeitura da cidade, por seu lado, cobra de Prudente Urbano, responsável pelo transporte coletivo, a apresentação de uma planilha que demonstre sua real situação financeira. O prazo para que a empresa apresente os dados vence na tarde desta terça-feira.

Enquanto isso, a prefeitura mantém vans em circulação nas ruas para atender parte das linhas, mesmo que de forma precária.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta