Em São Paulo, Bilhete Único sem cadastro não será aceito a partir de 1º de setembro

Créditos remanescentes não serão perdidos. Foto: Adamo Bazani.

A partir de 16 de julho, não será mais feita recarga em cartões sem CPF associado

JESSICA MARQUES

A SPTrans informou na manhã desta quinta-feira, 17 de junho de 2021, que os cartões do Bilhete Único sem cadastro (que não possuem um CPF associado) não serão mais aceitos a partir de 1º de setembro.

Também de acordo com a SPTrans, ao todo, 2,6 milhões de cartões estão nessas condições.

Entretanto, os passageiros que ainda utilizam cartões sem cadastro terão um mês, até o dia 16 de julho, para associar um CPF válido ao Bilhete Único para continuar comprando créditos normalmente. Após essa data, não será mais possível fazer a recarga de créditos em cartões que não tenham o CPF associado.

Durante esse período de transição, o passageiro deve associar seu CPF ao cartão no site da SPTrans. Para realizar o procedimento, não é preciso sair de casa, basta acessar  http://www.sptrans.com.br/trocabilhete ou http://sptrans.com.br/cadastro.

Em nota, a SPTrans reforçou que o passageiro terá que fazer um Bilhete Único personalizado, com nome impresso. Desta forma, quem ainda não tem um cartão deste tipo terá tempo hábil durante os próximos meses para providenciar a substituição.

A SPTrans garante ainda que os créditos remanescentes no seu bilhete sem cadastro não serão perdidos, pois serão transferidos para o cartão cadastrado no mesmo CPF ao qual ele for associado.

“O objetivo é reforçar as medidas de combate a fraudes no sistema de transportes e, consequentemente, prejuízos aos cofres públicos e também aos passageiros. A associação dos cartões antigos a um CPF é a forma de identificar quem está utilizando cartões, garantindo maior segurança para o sistema de Bilhetagem Eletrônica. Os novos Bilhetes possuem tecnologia mais moderna e segura.”

Confira as orientações sobre a troca, na íntegra:

Como identificar se preciso trocar o cartão

Para saber se seu cartão faz parte desta regra, basta verificar se no verso do bilhete o seu número de identificação começa com os dígitos 59, 71 ou 110. Para saber se seu cartão já está associado a um CPF, consulte no link https://www.sptrans.com.br/consultabilhete utilizando o número do seu CPF ou do seu Bilhete Único.

Como associar seu cartão a um CPF:

Serão disponibilizadas as seguintes formas para associar o número do seu cartão a um CPF:

– No site da SPTrans por meio do link www.sptrans.com.br/trocabilhete, onde não é preciso login;

– No site da SPTrans por meio do link (http://sptrans.com.br/cadastro), acessando com usuário e senha;

– Em um dos postos de atendimento da SPTrans localizados nos terminais de ônibus municipais, cuja relação está disponível no site https://bilheteunico.sptrans.com.br/comumRecargaPostos.aspx

Bilhete Único Personalizado

Para adquirir um Bilhete Único de forma gratuita, basta realizar um cadastro pelo site da SPTrans (http://www.sptrans.com.br/cadastro) e retirar o cartão na mesma hora em um dos 34 postos da SPTrans que realizam o serviço. Personalizado com nome e CPF do usuário, esse tipo de cartão tem a vantagem de poder ser carregado com créditos dos tipos Comum, Estudante, Vale-Transporte e Mensal.

Todas as informações de como se cadastrar ou adquirir o Bilhete Único nos postos e terminais estão disponíveis no site www.sptrans.com.br e nos postos/terminais da SPTrans.

Calendário

Para quem tem o Bilhete Único sem cadastro, deverão ser adotados os seguintes passos:

– A partir de 16 de julho: não serão aceitas recargas em cartão sem CPF associado. Passageiro deve fazer a associação no site da SPTrans;

– A partir de 1º de setembro: não serão mais aceitas recargas em todos os cartões do Bilhete Único sem cadastro, com ou sem CPF associado;

– A partir de 1º de setembro: os 2,6 milhões de cartões ativos do Bilhete Único sem cadastro passam a deixar de ser aceitos gradativamente nos ônibus;

– Os créditos remanescentes destes cartões poderão ser transferidos para o cartão personalizado do titular, após sua emissão.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. EDUARDO PJE disse:

    E QUANDO VÃO FISCALIZAR OS BILHETES UNICO ESPECIAIS QUE ESTÃO NA MÃO DOS BILHETEIROS NO (TERM PQ D PEDRO) E DEMAIS TERMINAIS???…QUE VERGONHA!NIMGUÉM TOMA PROVIDÊNCIA,SEJAM HONESTOS EM FAVOR DAS PESSOAS DE BEM SRS GESTORES…A SOCICAM TBM PRESTA UM PÉSSIMO TRABALHO NO TERM PQ D PEDRO…..

  2. Rodrigo Zika disse:

    Adamo e quem tem o BU antigo só que com nome nele e só utiliza VT como fica?

    1. diariodotransporte disse:

      Os bilhetes antigos, mas cadastrados, continuam por enquanto

Deixe uma resposta