Rodízio de Veículos das 21h às 05h permanece até 30 de junho de 2021 com mais uma prorrogação da fase de transição em São Paulo

Regras para o transporte coletivo não mudam

Restrição neste horário só vale para carros; Para caminhões, continha das 07h às 10h e das 17h às 20h; Regras de Azul, faixas de ônibus e de fretados não mudam

ADAMO BAZANI

O rodízio municipal de veículos noturno, das 21h às 05h, somente para carros, continuará vigorando até pelo menos 30 de junho de 2021.

A medida ocorre por causa da prorrogação até esta data da fase de transição do Plano São Paulo anunciada no dia 09 de junho de 2021, pelo governador João Doria.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/06/09/doria-prorroga-ate-30-de-junho-de-2021-fase-de-transicao-do-plano-sao-paulo-de-quarentena-contra-covid-19/

Segue suspenso o funcionamento do rodízio para carros em seu horário tradicional: das 7h às 10h e das 17h às 20h.

O rodízio noturno tem dois objetivos principais: acompanhar o toque de recolher instituído pelo Governo do Estado e permitir com que mais pessoas se desloquem de carro, resultando assim em menor lotação dos ônibus, trens e metrô.

SÓ PARA CARROS:

O motorista deve estar atento porque o rodízio municipal de veículos na parte da noite/madrugada só vale para carros e segue o mesmo esquema de dias de acordo com o final da placa.

Final de placa – dia da semana

1 e 2 – das 21h de segunda-feira às 5h de terça

3 e 4 – das 21h de terça-feira às 5h de quarta

5 e 6 – das 21h de quarta-feira às 5h de quinta

7 e 8 – das 21h de quinta-feira às 5h de sexta

9 e 0 – das 21h de sexta-feira às 5h de sábado

Assim, segue suspenso o funcionamento do rodízio para carros em seu horário tradicional: das 7h às 10h e das 17h às 20h.

ÁREA DE RESTRIÇÃO:

Durante o rodízio, os veículos ficam impedidos de circular no Centro Expandido, incluindo as vias que delimitam o chamado Mini Anel Viário, formado pelas marginais Tietê e Pinheiros, avenidas dos Bandeirantes e Afonso D’Escragnolle Taunay, Complexo Viário Maria Maluf, avenidas Tancredo Neves e Juntas Provisórias, Viaduto Grande São Paulo e avenidas Professor Luís Inácio de Anhaia Melo e Salim Farah Maluf.

MULTA E PONTOS:

Transitar em locais e horários não permitidos pela regulamentação prevista no Código de Trânsito Brasileiro implica em infração de trânsito de nível médio, resultando em multa no valor de R$ 130,16 e acréscimo de quatro pontos no prontuário do motorista.

ZONA AZUL:

As regras da Zona Azul continuam normalmente, com o motorista devendo seguir a sinalização de cada local.

CAMINHÕES:

Para os caminhões, é mantido o horário normal do rodízio das 7h às 10h e das 17h às 20h e o esquema de placas de acordo com o dia é o mesmo.

A Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC) também é mantida.

ÔNIBUS E VANS DE FRETAMENTO:

De acordo com a CET, a Zona de Máxima Restrição aos Fretados (ZMRF) também não terá alterações, sendo mantidos os limites de circulação para ônibus e vans de fretamento.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. walkiria Rocha disse:

    Por favor voltem com o rodízio diurno mesmo mantendo o noturno ninguém mais anda em SP

    1. José Santana disse:

      Eu tenho uma Iveco dayli carro de carga.
      Como falaram que era só veículo fui trabalhar normal tomei quatro multas.pleno sábado de madrugada isso e uma vergonha.
      enquanto o trasporte público lotado……

      1. Haroldo disse:

        Doria governador que nao respeita ninguem quer matar pessoas dentro dos coletivos…trabalho a noite i meus patrões pagam combustível para eu i meus colegas nao pegar transporte público i o Governador me obriga eu i meus colegas pegar transportes público

  2. horaciooshiro disse:

    sou do aeroporto trabalho até as 23 hs. e os bus estao lotados, e perigo ser assaltado nos pohntos, estou pagando multas do carro para continuar a viver e voltar pra casa com alimento para minha familia. e nem gosto de baile funk.

Deixe uma resposta para horaciooshiro Cancelar resposta