Operação da Agepan em rodovias estaduais do Mato Grosso do Sul autua ônibus da Buser

Na abordagem, fiscais da Agepan flagraram um motorista de van embriagado transportando 17 passageiros

Agência Estadual realizou ação entre os dias 3 e 6 de junho, quando fez a abordagem de mais de 300 veículos com objetivo de combate transporte clandestino de passageiros

ALEXANDRE PELEGI

A Agência Estadual de Regulação do Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul realizou entre os dias 3 e 6 de junho de 2021 a Operação Especial de Feriado.

Os objetivos da ação foram combater o transporte clandestino de passageiros, verificar as medidas de biossegurança para o transporte intermunicipal e controlar a movimentação de pessoas nas rodovias do estado.

Em parceria com o Detran e a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), foram abordados 314 veículos nas rodovias estaduais, com a emissão de sete autos de infração.

As equipes atuaram em sete cidades do estado: Campo Grande, Dourados, Três Lagoas, Naviraí, Ponta Porã, Sidrolândia e Jardim.

UBER

Um veículo a serviço do aplicativo Buser com destino a cidade de Corumbá foi autuado por cobrança de valores indevidos e sem autorização específica.

Já em Naviraí, outro ônibus também a serviço da Buser, com 19 passageiros embarcados, foi autuado por não portar Licença de Fretamento Contínuo. O veículo realizava o itinerário Ivinhema – Naviraí e utilizava veículo não registrado na Agepan. Foram lavrados dois autos de infração.

VANS

Na capital Campo Grande a fiscalização da Agepan flagrou um motorista de van embriagado transportando 17 passageiros. Outro motorista foi flagrado e acabou preso em flagrante pelo mesmo motivo: estar sob efeito de bebida alcoólica que ultrapassava 0,3 mg/L.

Na região de Dourados, a Agepan teve apoio da Guarda Municipal no Posto da Polícia Rodoviária Federal e na Avenida Presidente Vargas.

AGEPAN

A Agência alerta que “ao fazer o transporte remunerado de pessoas entre municípios, de forma contínua, a serviço de qualquer contratante, o transportador precisa estar regularizado na Agepan e emitir as devidas Licenças”.

O diretor-presidente da Agepan, Carlos Alberto de Assis, atribui o sucesso da operação ao trabalho integrado das forças de segurança, Detran e Agepan. “Uma grande operação que além de motoristas alcoolizados que colocariam vidas em risco, e a constatação de transporte irregular com veículos não cadastrados, refletiu a preocupação da administração estadual com a segurança nas rodovias e o cumprimento efetivo das medidas de biossegurança especialmente nesse momento tão difícil da pandemia de coronavírus”.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta