Manaus (AM) altera itinerário de linhas de ônibus das zonas Norte e Leste

IMMU afirma que objetivo é melhorar a fluidez no trânsito. Foto: Sidney Mendonça/IMMU.

Mudanças entram em vigor a partir deste sábado (12)

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Manaus, no Amazonas, informou que vai alterar o itinerário de três linhas de ônibus do sistema de transporte urbano da cidade. As mudanças entram em vigor a partir deste sábado, 12 de junho de 2021.

Em nota, o IMMU (Instituto Municipal de Mobilidade Urbana) informou que “a alteração pretende melhorar a fluidez no trânsito, além de proporcionar mais opções de linhas aos usuários dos coletivos”.

Confira as mudanças, na íntegra:

A linha de ônibus 401, que atende o conjunto Boas Novas, bairro Cidade Nova, zona Norte, deixará de seguir até o Centro e passará a fazer o embarque e desembarque de passageiros na Estação – E4 Santos Dumont, localizada na avenida Torquato Tapajós, Flores. Os usuários terão como opção para ir ao Centro e ao Terminal 1 (T1) pela avenida Constantino Nery, as linhas 300, 357, 448 e 640.

Outra linha de ônibus da zona Norte que não vai mais seguir até o Centro e ao T1 é a linha 319. Essa linha atende os conjuntos João Paulo e Renato Souza Pinto e segue até o Terminal 3 (T3) no Cidade Nova. Para chegar até o Centro ou ao T1, os usuários terão como opção, partindo do T3, as linhas 300, 357,448 e 640.

A linha de ônibus 676, que atende a zona Leste da cidade com itinerário para os bairros Valparaíso e Aleixo até o Centro, sofrerá mudança no embarque e desembarque de passageiros. Os ônibus dessa linha, não vão mais parar para os usuários das plataformas situadas no canteiro central das avenidas Autaz Mirim e Cosme Ferreira. A partir do dia 12, os usuários farão o acesso aos coletivos nas paradas de ônibus instaladas no lado direito da via.

O IMMU informou que dará o apoio necessário aos motoristas e usuários dos transportes urbanos com a presença de fiscais de transportes, para monitorar as mudanças realizadas nessas linhas.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta