Ônibus utilizado pela equipe de futebol feminino do Corinthians é apreendido

Veículo pertence à Leads, que atua no ramo de viagens e fretamento. Foto: Reprodução / Twitter do Sport Club Corinthians Paulista Feminino.

Veículo não pertence ao clube, mas estava cedido por uma empresa do setor de viagens

WILLIAN MOREIRA

A Justiça cumpriu nesta terça-feira, 08 de junho de 2021, um mandado de apreensão no Parque São Jorge, sede social do Sport Club Corinthians Paulista, no Tatuapé, em São Paulo. O ônibus utilizado pelo tome de futebol feminino do Corinthians foi apreendido.

O veículo que foi alvo da ação não pertence ao clube, mas à empresa Leads, que atua no ramo de viagens e fretamento, conforme apurou o UOL Esporte.

A Leads atrasou pagamento de boleto referente ao financiamento do veículo e, por essa razão, o Bradesco entrou com ação na Justiça pedindo o resgate do ônibus. O clube retirou os adesivos do veículo que identificava a equipe antes da entrega.

Ao UOL Esporte, a Leads explicou que a pandemia prejudicou as finanças da empresa e que alguns dos veículos estão com parcelas em atraso, mas reiterou que ainda nesta semana a pendência financeira do ônibus será quitada.

Entretanto, não é certo se o Corinthians manterá a parceria com a empresa que além do time feminino de futebol, também transporta os atletas da natação.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. carlos souza disse:

    Que fase,heim?Eliminado do Paulista,da Copa Sul-Americana,da Copa do Brasil,devendo uma k-rayadh@ de dinheiro pra sei lá pra quem….Ah.o Porco tambem “sifu”.Dançou no Paulista,na Recopa Sul-Americana,Super Copa do Brasil,Copa do Brasil…E tem clássico nesse fim de semana.Tá”FU..”

  2. carlos souza disse:

    E nem era do time.A empresa que alugou o ônibus é que devia.É,o mundo acabou mesmo.Pandemia + falência ética e moral generalizada + crimes + mentiras + corrupção = phyodhew geral.

  3. Sérgio Luís disse:

    Nossas guerreiras não merecem isso, tira o transporte do masculino, que não tá jogando nada, e passa para elas, que jogam futebol de verdade

Deixe uma resposta