Eletromobilidade

Prefeito de São Paulo sanciona lei que incentiva uso de carros elétricos

Da esquerda para a direita: Adalberto Maluf (ABVE), vereador Rodrigo Goulart, prefeito Ricardo Nunes, vereador Antonio Donato

Projeto permite aos compradores de veículos elétricos e híbridos descontar créditos de IPVA a que têm direito por débitos de IPTU

ALEXANDRE PELEGI

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, sancionou nesta terça-feira, 08 de junho de 2021, o projeto de lei 0054/2021 aprovado pela Câmara Municipal que permite aos compradores de veículos elétricos e híbridos descontar os créditos de IPVA, a que têm direito, por débitos de IPTU.

O PL, agora tornado Lei nº 17.563, altera Lei anterior de 2014 que estabelece a Política Municipal de Incentivo ao Uso de Carros Elétricos ou movidos a Hidrogênio.

O PL é de autoria dos vereadores Antônio Donato (PT) e Rodrigo Goulart (PSD).

Adalberto Maluf, presidente da Associação Brasileira do Veículo Elétrico, participou da cerimônia em que o PL foi sancionado pelo prefeito Ricardo Nunes.

Maluf disse que a Lei sancionada “é uma lei muito mais do que simbólica, ela sinaliza São Paulo na liderança nacional das ações pelas mudanças climáticas”.

Hoje, o mundo investe massivamente nas energias renováveis, na mobilidade elétrica e nas indústrias e empregos do futuro, e São Paulo lidera esse processo no Brasil. Parabéns ao prefeito e aos vereadores”, encerrou o presidente da ABVE.

Veja o decreto conforme publicado na edição desta quarta-feira (09) do Diário Oficial do Município:


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Rodrigo disse:

    Leis de ricos beneficiando outros ricos !
    Por uma dívida no mínimo moral ; deveriam incluir o GNV .
    Esse crédito de IPVA deveria retornar pra sociedade em formas inovadoras de investimento verde e não simplesmente beneficiar um único proprietário , lezando os cofres públicos e consequentemente todos os munícipes .

  2. WALMIR GOUVEA disse:

    Está lei é só para quem tem dinheiro e não necessita de incentivo, lei inútil, carros híbridos e elétricos ainda não são para a realidade para a imensa maioria da população.

  3. Rodrigo Zika disse:

    E o precinho dos elétricos…

  4. ralfo penteado disse:

    Que cara óbvio. Não tem o que fazer ? E os fefores de sampa ? Vai trabalhar sem passar mal.

  5. Elias disse:

    Mais um engodo. Carro elétrico é pura enganação. As baterias são descartadas onde depois de velhas? A energia elétrica é extremamente cara!!! Usam-se usinas de carvão para gerar essa eletricidade fake ambiental

    1. Fagner disse:

      Hoje temos vários elétricos emplacados por 50 a 90 mil, que são os casos dos minis, e as baterias tem duração de 8 anos para começar a degradar o que vai fazer perder a autonomia de vagar mas não faz perder a utilidade, a quantidade de resíduos gerado por elas é mil e quintas vezes menor que o gerado por um carro a combustão no mesmo período, além de poder ser reciclado, temos que ter incentivo para poder baratear e ser viável escalar os veículos elétricos, além dos veículos tradicionais temos os veículos elétricos levíssimos como patinete e monociclo, que podem atender a demanda urbana iniciando sei valor em 1700 reais e podendo chegar de 30km/h até 120km/h e até 100km de autônoma, a galera tem que ser informar mais sobre as novas tecnologias…

  6. CICERO disse:

    Não entendi a lei, num era mais fácil isenção do IPVA por uns 5 ou 10 anos… Pelo que entendi o cara terá que pagar o IPVA que é alto pacas e depois pedir o dinheiro de volta ou parte é isso?

  7. Claudio disse:

    Além de somente beneficiar os mais ricos
    Vai exigir uma demanda maior por energia resultando alta de preços e prejudicando os menos favorecidos
    Tirem um exemplo a bandeira vermelha por baixos níveis dos reservatórios
    Carros elétricos futuro e certo mas os países pobres estão lascados

  8. Evandro disse:

    Como sempre o pobre que se dane, lançar uma lei dessa , ou você e idiota ou está gozando da cara das pessoas humildes , quem hoje em dia pode ter um carro eletrico??? Esse prefeito e um bastardo , o carro eletrico mais barato custa mais de 100 mil reais , qual o Benedito vai trazer para população a não ser aqueles que tem bala na agulha , idiota , ridículo

  9. Sergio da Silva disse:

    Acredito muito também no projeto da célula de combustível a etanol. Pois já existe a infraestrutura. Seria a continuidade do protocolo agora com carros com motores elétricos.

Deixe uma resposta